Porque algumas plantas não se desenvolvem na sua casa

© Carol Costa/Minhas Plantas

Quando a insistência enraiza no quintal

Se você já tentou dezenas de vezes ter uma planta e ela sempre morre, um novo olhar para a natureza talvez seja a salvação

Por Carol Costa

"É a quinta vez que tento ter _________ em casa." Complete o espaço em branco com a planta de sua insistência (e corrija o número de vezes, se for o caso). Toda semana recebo uma mensagem dessas. Uma moça da Tijuca reclamou que tentou ter lavandas "dezenas de vezes" e, como elas sempre morressem em poucos dias, acabou concluindo que... tinha o "dedo podre". "Não levo jeito pra plantas, toda orquídea que eu compro não dura nada em casa", me escreveu uma senhora de Fortaleza após sucessivas tentativas de cultivar Vanda em uma cobertura devassada pelo vento.

Acho curioso como todas essas frustrações têm origem num mesmo olhar para a natureza: o de que a planta deve se submeter à vontade humana. Porque, afinal, se somos pessoinhas incríveis e estamos aqui, de braços abertos para o verde, acolhendo em nossas casas essas pobres criaturas que não cresceriam sem nosso afeto, dedicação e insumos, como que pode elas terem a desfaçatez de morrer? Plantas, essas ingratas, hunft...

Poucas vezes nos damos conta de que as verdinhas colonizaram este planeta muito, MUITO antes de qualquer bicho com perninhas, milhões de anos antes de mamíferos aparecerem por estas bandas e outros milênios antes de um macaco qualquer perder o rabo e a paciência com uma samambaia. Então, não custa lembrar a nós, bípedes arrogantes que somos, que esses seres clorofilados não precisam da gente para viver. É chocante, eu concordo, mas é a mais pura verdade.

Plantas conseguem produzir seu próprio alimento com ar, sol, água e uma dúzia de coisinhas especiais que elas buscam no solo. Se uma hecatombe exterminasse exclusivamente a raça humana, as plantas seguiriam crescendo e fazendo fotossíntese. Orquídeas continuariam a dar flores, mangueiras seguiriam frutificando no verão e as lavandas morreriam quando devem morrer, depois de alguns anos verdejantes. Já nós... bem, nós simplesmente não duraríamos nem um dia se todas as plantas sumissem da face da Terra. Olha que tapa na cara da sociedade?

Ok, pode ser que a Vanda não vivesse mais que uns poucos dias sem ter alguém pra lhe regar em Fortaleza — o que faz todo sentido, já que essa orquídea é nativa das florestas úmidas da Tailândia, onde ela certamente cresce sem que ninguém a fique paparicando. Talvez o nosso repentino desaparecimento exterminasse também plantas mais frágeis: sem ninguém para garantir cuidados especiais, muitos híbridos retornariam ao projeto original e selvagem de onde vieram. Teríamos milhos, tomates e morangos mais resistentes a pragas e doenças se a Terra ficasse algumas décadas sem a gente. E eu me achando a dona da florestinha lá de casa, quanta ingenuidade...

Por que resolvi falar de hecatombes e extermínios? Para você largar dessa insistência em uma única planta, pessoinha! Para quê insistir no alecrim se ele se nega a crescer na sua casa? Tem 60 espécies de manjericão — SESSENTA! Uma vai funcionar por aí, tenho certeza. Se a hortelã não foi pra frente, garanta o chá da tarde cultivando camomila, verbena, capim-limão e outras espécies de folhas finas ou duras, que talvez não seja culpa da sua "mão", sabe? Se a lavanda não deu certo, mais provável é que essa flor mediterrânea esteja morrendo de calor no verão úmido e abafado de 45ºC que faz na Tijuca todo janeiro. Com taaaaanta planta tropical com flor por aí, para quê insistir justo na que curte o clima da sua casa?

Quando a gente deixa de impor nossa vontade, a natureza se revela em toda sua generosidade, mostrando mil outras verdinhas para você. Pode ser que seu jardim já esteja até sussurrando alguma plantinha no seu ouvido. Pense antes de sair plantando: o que cresce que nem mato na sua casa? O que vai como chuchu na cerca, mesmo que você não cuide? Esse pode ser o caminho para você e seu cantinho verde fazerem as pazes e começarem de novo, mais fortes.

Publicado na Revista Natureza – 356

postado em 10/09/2018 - Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 4

O episódio 4 do A Louca das Plantas foi ao ar na última sexta-feira, dia 01/02, pontualmente às 22h no Canal GNT. Os verdinhos que acompanham o programa da nossa jardineira Carol Costa já viram a criação de um jardim com lago que atraiu até uma garça, a transformação de … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 3

O episódio da horta na laje fez muito sucesso. Quem assistiu o programa A Louca das Plantas no Canal GNT, viu quantas espécies de plantas nossa jardineira Carol Costa consegue colocar num mesmo espaço, unindo harmonia, beleza e funcionalidade. A quantidade de informações é tão grande, que a jardineira piracibacana … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 2

Nossa jardineira Carol Costa postou no Instagram do Minhas Plantas um montão de informações sobre o segundo episódio do A Louca das Plantas, seu programa sobre jardinagem no Canal GNT. O episódio #2 foi sobre um quintal pouco aproveitado onde bate pouca luz solar, e ainda um cãozinho filhote. A … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 1

Nossa jardineira Carol Costa postou no Instagram do Minhas Plantas um montão de informações sobre o primeiro episódio do A Louca das Plantas, seu programa sobre jardinagem que estreou no dia 11 de Janeiro. O episódio #1 teve um combo: um jardim com lago! Aqui você encontrará as espécies de … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Carol Costa conta os bastidores do A Louca das Plantas

Nossa jardineira Carol Costa estreia o "A Louca das Plantas", um programa de tv "novo em folha" no canal GNT e foi ao ar no dia 11 de janeiro, às 22hrs (mas você ainda pode assistir, tem link no final do post). A produção durou meses e, para dividir este … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Carol Costa é A Louca das Plantas no GNT

No dia 01/02, às 22h, vai ao ar o quarto episódio do A Louca das Plantas no Canal GNT com nossa jardineira Carol Costa. Anote na sua agenda, cole um post-it na tv e ajuste o alarme do celular. Além disso, haverá reprises do programa, anote os dias e horários: … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Jardim para bruxas reais e fadas inventadas

Pelo olhar da infância, mesmo o menor dos canteiros esconde mistérios e seres mágicos, como grilos, joaninhas e mariposas Por Carol Costa Lembro do tanque de pedra, do cheiro de local úmido e sombreado, do limo escorregadio e do musgo fofo e macio. Lembro da água parada, um espelho perfeito … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Um quintal para uma jardineira de apartamento

Da jardineira de apartamento que ganhou um quintal As descobertas e os aprendizados de morar por alguns meses numa casa em Holambra (SP) para construir um jardim com as próprias mãos Por Carol Costa Abri a tampa do tambor, de onde vinha um cheiro penetrante de comida estragada: embaixo de … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Livro de Carol Costa é um manual para jardineiros

Nossa jardineira Carol Costa quer saber dos leitores como está o seu livro "Minhas Plantas - Jardinagem Para Todos (Até Quem Mata Cactos)". Já se passou um ano desde o lançamento e o livro tornou-se um querido manual para jardineiros de todo o Brasil. A piracicabana ainda brincou e desafiou … (+)
Leia mais
© Alexandre Pavan/Minhas Plantas

Corretor Ortográfico Ou Hortográfico?

Plantando dementes em ladeira íngrid É tanta mensagem doida e enigmática que chega por aqui que está na hora de inventarem um Corretor Hortográfico, para ajudar a gente a tirar dúvidas de jardinagem Por Carol Costa Anote a dica aí: jogue "dementes" num terreno "vadio" que ainda tenha a terra … (+)
Leia mais
© Bruno Geraldi

Aprenda a linguagem das plantas

Plantês para iniciantes Treine sua sensibilidade com este exercício simples, feito um minuto por dia, e veja como falar a língua das plantas ficará super fácil Por Carol Costa As pupilas estavam tão dilatadas que mal se via o amarelo nos olhos da gata. O rabo balançava freneticamente enquanto ela … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Insetos benéficos para seu jardim

Seres crocantes embaixo dos seus pés Se permita um novo olhar para besouros, aranhas, baratinhas e outras criaturas cheias de perninhas que trabalham pesado para seu jardim viver cheio de borboletas Por Carol Costa "Manhê!!! Tem um BICHO aquiiiii!" Dona Bia invadia o banheiro, abria o box com superpoderes de … (+)
Leia mais