Mudas de orquídea Vanda e transplante

Depois de um tempo, a Vanda, a orquídea que dá flores lindas e possui raízes nuas, começa a ficar comprida e com folhas só na parte de cima. Nossa jardineira Carol Costa ensina, neste vídeo, duas técnicas pra usar na sua Vanda e conseguir tirar mudas. E, já que a Vanda está "pernuda", aprenda como replantar a orquídea em um novo vaso.

Caule longo e muitas raízes


Antes de fazer as mudas, é bom entender que a Vanda gosta de ter raízes crescendo soltas, então, o vaso utilizado pra essa planta é uma estrutura parecida com um cesto. Pra fazer mudas e replantá-la, é preciso remover a orquidea dessa estrutura. Remova os arames e as peças de madeira, se for o caso, ou corte o cestinho plástico. Faça a remoção com cuidado, pois apesar de algumas raízes parecerem secas, elas ainda são partes vivas da planta. As ressecadas, se desprenderam da Vanda.

Mudas por estacas


Uma das formas de fazer muda da Vanda é cortando sua haste pra fazer estacas. Escolha um segmento onde exista uma gema – aqueles olhinhos que se formam no caule. É de uma gema que novas folhas ou raízes se formarão. Escolha também uma parte onde exista ao menos, uma raíz, pra facilitar o processo. Corte o caule com uma tesoura de desbaste e pingue extrato de própolis nas áreas expostas.

Brotação lateral


Outro método que é tiro e queda pra fazer mudas de Vanda é usando as brotações laterais (também conhecido como keikis). Quanto mais longa a raiz da brotação, mais fácil ela pegará. Deixe um pouco de esfagno de molho em um litro de água comBokashi líquido. Escorra o excesso e, envolva as raízes da mudinha, prendendo a planta em um vaso específico pra orquídeas, daqueles cheios de furos. Vale usar até mesmo um cesto de prendedores de roupa como vaso. Use um pedaço de arame como tutor pra deixar a planta mais firme dentro da nova casa.

Estufa com garrafa PET


Pra enraizar a estaca, use uma garrafa PET transparente cortada e, em um pouco de esfagno molhado, coloque o segmento da Vanda bem acomodado, como num ninho. Feche a garrafa com a parte de cima pra fazer uma estufa e deixe-a num local com claridade por seis meses. Não precisa abrir, a umidade do esfagno ficará ali por esse tempo.

Materiais e plantas mostrados no vídeo:
tesoura de desbaste
extrato de própolis
Bokashi líquido, da Yes, We Grow!
musgo esfagno
garrafa PET

Inscreva-se na Universidade Minhas Plantas
Como transplantar Vanda

Minhas Plantas recomenda