Horta em mandala

Cultivar horta em mandala é uma técnica bem antiga, mas que poucas pessoas conhecem. Nossa jardineira Carol Costa visitou um local onde o cultivo das hortaliças é feito dessa forma e, mostra, em detalhes, os benefícios e a beleza de uma plantação em canteiros circulares.

Técnica milenar


Nossa louca das plantas esteve na Horta Eco Raiz, em Holambra (SP), onde todo o cultivo do local é orgânico e utilizando a técnica de mandalas. De origem indiana, essa forma milenar de plantar alimentos aproveita bem o espaço disponível. Além de diminuir o espaço não cultivado, semear espécies diferentes é muito benéfico. Alfaces (Lactuca sativa) são alternadas com brócolis (Brassica oleracea var. italica), Uma praga pode atacar um vegetal, mas como as plantas vizinhas não são da mesma espécie, existe uma barreira física que impede uma infestação. Essa mistura de cultivos é conhecida na agricultura como consórcio, ou cultivo consorciado.

Plantas juntas


Outro benefício é ter plantas que repelem pragas, protegendo as outras verdinhas que crescem próximas à elas. É o caso do manjericão (Ocimum basilicum), que com seu perfume espanta muitos insetos – o que pra nós é uma fragrância fresca, pro bichinho é um odor ruim. Além disso, as plantas podem ter flores, o que atrai insetos polinizadores e garantem frutos na horta.

Palhinhas protetoras


Cultivar os vegetais tudo junto e misturado traz também um benefício pro solo: as plantas possuem necessidades diferentes e consomem macro e micronutrientes em quantidades distintas. Isso garante que a terra não fique "cansada" rapidamente e ainda, algumas plantas retiram nutrientes do solo e entregam outros, fazendo uma troca equilibrada e isso resulta uma adubação mais eficiente. Ah, uma cobertura de palhinhas protetoras também são usadas nessa técnica de cultivo, pra manter o solo úmido, evitar crescimento de espécies invasoras e manter os nutrientes por mais tempo no substrato. A palha mais abundante da sua região é a melhor. Tem link no fim da descrição sobre palhinhas protetoras.

Aproveitar espaços


Dá pra fazer até nove círculos, mas se você não tem tanto espaço, não tem problema. alguns círculos já garantem os benefícios do cultivo em mandala. Vale plantar os vegetais menores e mais delicados, enquanto nos círculos externos, cultivar espécies mais resistentes, que protegerão as da área central.

Rodízio de espécies


Uma outra boa prática, é trocar as espécies cultivadas. Se plantou alface, semeie berinjela (Solanum melongena). A lógica aqui é intercalar raízes, folhas, flores e frutos. Por exemplo, ao colher rúcula (Eruca sativa), escolha pra plantar no mesmo local uma raíz, como a cenoura ou beterraba), frutos, como abóbora ou pepino, ou flores, como margarida (sim, é comestível!).

Aproveite pra conhecer a Universidade Minhas Plantas, onde você pode assistir todo o conteúdo do tema Horta em Vasos.

Agradecimento:
Horta Eco Raiz

Minhas Plantas recomenda