Aula 1 do Jardinagem pra Todos – EU, a planta

Promoção Black Friday: Universidade Minhas Plantas, por apenas R$ 399! (clique aqui)

Resumo aula 1
Resumo aula 2
Resumo aula 3
Resumo aula 4
Lista de materiais

Resumo Aula 1: EU, a planta


Bem vindo ao Jardinagem pra Todos verdim! A primeira aula foi divertida demais e rolou uma apresentação do ponto de vista da planta. Esse serzinho clorofilado é mais próximo de nós do que imaginamos. Eles nascem frágeis no início da vida, vão se tornando mais independentes e chegam à vida adulta prontos pra deixar seus descendentes. Pra contar essa história, usei uma espécie pouco conhecida, a Carolis Costae, nome científico da plantinha que interpretei (com peruca verde e tudo!) pra mostrar o ciclo da verdinha! Entender a vida desse serzinho é o ponto de partida da nossa jornada.

Ó só o tandicoisa que a curiosa espécie de cabelos verdes contou pra gente:

– planta sente frio, fome, sede, calor e até tristeza!
– uma semente germina, cresce e um dia dará novas sementes
– mudinhas são como bebês
– camadas pra se proteger do frio (oi, cebola!)
– plantas da horta também dão flores
– cultivar a partir de sementes, bulbos ou estacas
– espécies anuais, bianuais e perenes
– de ponta a ponta: do raminho de batata-doce à colheita

Falei bastante sobre diferenças entre plantas anuais, bianuais e perenes. Enquanto as primeiras têm um ciclo bem curto, como a alface, a cenoura, a tulipa e o girassol, as bianuais duram um pouquinho mais, como a hortelã, a sunpatiens, a pimenta e a angelônia. Já as perenes encaram várias primaveras e nos acompanham por anos, como o alecrim, a samambaia, a rosa-do-deserto e o antúrio.

Rolou ainda mão na terra, onde mostrei como obter mudas de batata-doce com um copo d’água, o plantio em vasos e a colheita – até reprisei o “parto” desse tubérculo, onde colhi com a ajuda da querida Cissa algumas batatas-doces. Plantar e colher seu alimento é mágico!

Pra próxima aula, tem tarefinha pra você, verdim: encontrar grãos na sua cozinha pra plantar junto comigo. Vale ervilha, feijão, milho e outras sementes que temos em casa como alimento, mas que, com algumas horas dentro de um copo com água, elas estarão prontas pra encarar o berçário feito com rolinhos de papel higiênico. Bora plantar?

Nos vemos na segunda aula, verdim!

Beijo, Carolis Costae (nome científico da jardineira-planta que vos escreve!)

Lista de materiais


PEGUE NA SUA CASA:
– tesoura comum ou de desbaste
– vários potes plásticos ou embalagens de plástico mais durinho ou aluminizado
– 2 rolinhos de papel higiênico
– 1/2 xícara de borra de café (de qualquer tipo, com ou sem açúcar, inclusive em cápsulas)
– 1 copo de pedrinhas ou rolhas de vinho
– 1 bandejinha de isopor de qualquer tipo
– 1 saquinho plástico transparente
– 1 col. (sopa) de canela em pó
– 1 regador ou garrafa PET pequena
– 1 palito de bambu (o mais longo que achar, pode ser dos que vêm em orquídeas)
– araminhos de pacote de pão de forma
– folhas de jornal
– 1 lenço de cabelo ou qualquer coisa que você possa usar pra vendar os olhos

PROCURE NA VIZINHANÇA:
– 4 punhados de folhas secas ou gravetos fininhos ou aparas de grama
– 1 copo de areia (de qualquer tipo, vale pedir em qualquer lugar em obras, só não vale areia da praia!!!)

ISSO TEM EM LOJAS DE JARDINAGEM:
– 1 kg de substrato pra mudas
– 1 kg de substrato pra orquídeas
– 1 prato plástico de uns 30cm (daqueles de colocar embaixo do vaso) ou uma bandeja limpa de papelão (dessas de pizza) ou ainda uma assadeira velha

COMPRE NA FARMÁCIA:
– 1 vidro pequeno de extrato de própolis (de qualquer tipo, com ou sem álcool, verde ou comum, todos servem)
– 1 pote pequeno de Vasenol (vaselina em pasta)

Loja Minhas Plantas

Promoção Black Friday: Universidade Minhas Plantas, por apenas R$ 399! (clique aqui)

Minhas Plantas recomenda