Como plantar mandioquinha ou batata-baroa

Ela é conhecida como mandioquinha, batata-baroa, batata-fiúza, batata-salsa, mandioquinha-salsa... apesar de muitos nomes, o jeito de plantar é um só. E, aqui já vai um spoiler: o método de plantio é diferente da batata-doce e da batata-inglesa! Cola aqui, que nossa jardineira Carol Costa dá a receita mastigadinha pra cultivar mandioquinha em vasos.

Mandioquinha não é batata


A mandioquinha (Arracacia xanthorrhiza) é uma planta que tem uma raiz adocicada, ótima pra cozidos e sopas, e lembra muito uma batata. Só que a mandioquinha não é da família da
batata-inglesa (Solanum tuberosum), nem da batata-doce (Ipomoea batatas), apesar de terem uma incrível semelhança e todas as três se desenvolverem no solo. Originária dos Andes, essa planta sul-americana gosta de temperaturas frias – aproveite que estamos no inverno e faça sua plantação agora!

Estacas com brotação


A forma de reprodução dessa planta é através de estacas, que você encontra em sites de comércio eletrônico. Essas estaquinhas são pedaços do caule que possuem brotações e são comercializadas por produtores especializados. O método pra obter mudas de batata-doce não funciona: a mandioquinha apodrece se deixada num copo com água.

Preparando o vaso pra mandioquinha


Pra cultivar suas mandioquinhas em vasos, aqui tem a receita. Separe um vaso furado com uma boa profundidade – nada de um recipiente raso, é preciso ter espaço pras raízes se desenvolverem bastante. Cubra o fundo com argila expandida, cubra com uma manta de drenagem (pode ser jornal) e encha o vaso com um substrato bem aerado. Quanto mais fofo, menos resistência as raízes encontrarão para se desenvolver. Carol escolheu um vaso da linha Cubo, da Vasart, com 50 cm de altura, largura e comprimento. Com esse playground montado, aquele toquinho de mandioquinha rapidamente entende o recado e começa a desenvolver sua brotação e as primeiras raízes.

Cubra o solo com palhinhas protetoras


Pra manter a umidade do substrato, principalmente nos primeiros meses da mandioquinha, cubra o vaso com palhinhas protetoras. Carol preparou uma lista enorme de materiais que podem ser usados como palhinhas – o link tá aqui. Faça uma cobertura.

Como adubar batata-baroa


Uma dica importante pra plantas de hortas: adube. Essas plantas costumam ter um ciclo muito rápido e precisam de nutrientes ao alcance da mão (no caso, das raízes). Vale preparar o substrato com Bokashi – no vídeo, Carol usou Bokashi da Forth Jardim, um adubo rico em macro e micronutrientes.

Mantenha o substrato úmido


Agora, é ficar de olho na mudinha de mandioquinha, principalmente, no início. Observe se o substrato está úmido o suficiente, usando a técnica do dedômetro: toque a terra com o indicador e, se a ponta do dedo sair limpinha, é hora de regar. Molhe gentilmente – Carol usou um pulverizador de pressão acumulada no início, pra garantir que a superfície esteja úmida e sem revirar a terra, mas dá pra também usar um regador. Garanta que o vaso esteja bem molhado – regue até que comece a pingar água pelo furo do vaso.

Materiais e plantas mostrados no vídeo:
vaso Cubo, da Vasart
Bokashi da Forth Jardim
pulverizador de pressão acumulada, da STIHL

Figurino:
Carol usa camisa Cambraia Alecrim, da Loja Botânica
colar da Crua Design

Inscreva-se no grupo do Telegram (o nosso "Telegreen") https://t.me/minhasplantas
Universidade Minhas Plantas
compre aqui a camisa Campraia Alecrim, na Loja Minhas Plantas

Minhas Plantas recomenda