Mão na Terra – aula 1: Eu ADORARIA TER um jardim!

Se quiser continuar os estudos, aqui tem um link com um descontão pra se tornar aluna da Universidade Minhas Plantas (clique aqui).
As aulas do Mão na Terra estão disponíveis pros alunos da Universidade Minhas Plantas, como bônus. Veja o resumo do conteúdo na descrição abaixo.

Resumo


Bem vindo ao Mão na Terra, verdim! Nossa primeira aula foi intensa, cheia de dicas e com um montão de coisas que queria compartilhar com você aí de casa. Foi a live das apresentações! Comecei me apresentando e contando minha trajetória até aqui, pra galera que acabou de me conhecer e, ainda, apresentei minha mãe e minha tia, num vídeo que dá um quentinho no peito e que vale reassistir se perdeu.

Também rolou uma baita apresentação de verdinhas! Pra pegar na sua mão e começarmos juntos esta jornada do mexer na terra, mostrei um montão de plantas e suas particularidades. Sabe quando a gente apresenta alguém e diz o que ele gosta? Foi bem assim, mas com as plantas, tipo "— Esta é a agave, ela gosta muito de sol e vem do deserto.", ou "— Esta é a bananeira, ama um substrato bem molhadinho, clima quente e não curte vento". A forma de olhar a verdinha e sacar o que ela gosta é um passo pra você ter o seu jardim dos sonhos sem brigar com a planta. Vem ver o que mais rolou sobre o "Plantês", o idioma das plantas:

– a forma indica se a planta é de sol ou sombra
– o que é sombra, sol e meia sombra
– como a luz solar incide na sua casa
– dentro de casa, mas perto da janela
– casos extremos: plantas implorando por sol
– crescer sem luz solar é estiolar
– suas primeiras plantas estão na sua cozinha
– berçário pá-pum: rolinhos de papel e substrato
– cebolas e alhos: reprodução por bulbos
– folhas que viram novas plantas
– ui, uma suculenta decapitada!
– cactos e suas sementes
– cadê a cápsula de sementes que estava aqui? Carol comeu!
– estacas de plantas viram mais plantas
– substrato e vaso certo são seus aliados
– parede e árvore pra plantar certas espécies
– vaso didático? Temos!

Ainda deu tempo pra vermos juntos o preparo de um adubo orgânico feito com arroz. Verdim que se inscreveu logo no início do Mão na Terra recebeu a lista de materiais e a receita pra fazer o adubo em casa – não se inscreveu ainda? Clica aqui que mandarei de novo a listinha e os ingredientes pelo WhatsApp. No fim, rolou mais um vídeo emocionante do depoimento da Agata e de sua tia Sueli, contando sobre a relação das duas, quase de mãe e filha, ligadas pela generosidade das plantas.

Na próxima aula, veremos junto como são as regas, a adubação e como lidar com as tretas do dia a dia das plantas e, até como usar o tempo ao seu favor – será o dia da estreia da ampulheta de vinte minutos! Vem, verdim!

Ufa, que essa live foi gigante, mas abundante, generosa, acolhedora e revigorante, do jeitinho que a jardinagem é!

Beijo nocê!
Carol Costa

Link pra todas as aulas

3/5 - Mão na Terra – aula 2: Eu MEREÇO um cantinho verde
4/5 - Mão na Terra – aula 3: Eu QUERO uma horta em casa
5/5 - Mão na Terra – aula 4: Eu FAÇO sementes brotarem!

Listas


Procure na cozinha


– bandejinha de isopor (as mais fundas são melhores)
– tira de papelão
– rolha de vinho
– palito de churrasco ou hashi
– araminho de pacote de pão de forma
– canela em pó
– peneira
– funil
– 3 garrafões plásticos transparentes de 5 L
– tesoura afiada
– grãos secos (soja, feijão, lentilha, ervilha, grão–de–bico, milho de pipoca)
– algum destes alimentos, de preferência orgânicos: alho, cebola, gengibre, batata, batata–doce, tomate, abobrinha, abóbora, pepino, melão, melancia, abacate entre outros
– 1 tablete de fermento de pão fresco (fermento biológico)
– 250 g de arroz integral
– 150 g de cinzas (de churrasqueira, lareira ou pizzaria)
– 150 g de carvão picado (da–lhe martelada!)
– 250 ml de leite cru (se você tiver vaca) ou tipo A integral
– 200 ml de mel, melado ou rapadura ralada
– 500 gr de farelo ou farinha de arroz integral
– casca de ovos secas e trituradas
– pano de prato bem surrado
– saquinho de feira transparente
– potes plásticos de tamanhos variados, com tampa

Vende em farmácia


– extrato de própolis (base água ou álcool, tanto faz)
– talco (qualquer um)
– vaselina sólida
– 1 L de água destilada
– 1 fralda descartável (não pode ser usada, eca!)
– papel higiênico (precisamos só do rolinho)

Busque no escritório


– elásticos de dinheiro
– folhas de jornal
– caderno
– canetas coloridas
– capa de revista (qualquer uma, vamos usar o papel mesmo)

Cace no seu quintal ou em garden center


– regador de bico fino
– pulverizador
– musgo esfagno
– 1 saco substrato de orquídeas
– 1 saco substrato pra mudas
– 1 saco de esterco de vaca curtido
– 1 saco húmus de minhoca ou composto orgânico
– orquídeas sem flor
– arbustos pra tirar muda
– pacotinhos de sementes na validade
– pratão plástico de colocar embaixo do vaso (ou bandeja de papelão)
– arame de orquídea (reaproveite o que vem no vaso)
– um balde de folhas secas ou aparas de grama secas e bem picadinhas

Mais links


Link do resumo da aula 2 do Mão na Terra
Link do resumo da aula 3 do Mão na Terra
Loja Minhas Plantas

Se quiser continuar os estudos, aqui tem um link com um descontão pra se tornar aluna da Universidade Minhas Plantas (clique aqui).

Minhas Plantas recomenda