Como cuidar de avencas

Avencas são delicadas, lindas e remetem à lembranças felizes. Com certeza você se lembra de uma dessas plantas no quintal de nossas avós. Nossa jardineira Carol Costa conta tudo sobre essa planta vintage que volta com força e com novas variedades. Vem aprender como regar, quais os cuidados com a planta, o tipo de substrato indicado, a forma de combater pragas, e, como reproduzir a planta. Bora lá conhecer tudo sobre avencas?

Nossa louca das plantas esteve em uma das estufas do Sítio São Jorge, um grande produtor de avencas, em Holambra (SP). Além de avencas, o Sítio São Jorge produz uma enorme variedade de plantas ornamentais e as comercializa com exclusividade para o Veiling Holambra.

Avenca gosta de substrato leve


Quem vê um vaso de avenca, logo faz a associação com outras plantas: samambaias, chifres-de-veado, rendas-portuguesa e até mesmo, com orquídeas. Isso porque todas essas são epífitas, plantas que crescem apoiadas em outras espécies, normalmente, árvores. Daí, já dá para ter uma dica ótima do tipo de substrato que uma avenca gosta: bem arejado e leve.

Várias espécies de avencas


As folhas delicadas, com bordas franjadas e o caule escuro e fino, é marca registrada da avenca-comum (Adiantum raddianum), mas, engana-se quem pensa que todas as outras espécies dessa planta são assim. A avenca-crespa (Adiantum tenerum), possui folhas maiores e seu fronde (o nome dado ao grupo de folhas do caule) tem um preenchimento maior. O avencão (Adiantum peruvianum), como seu nome no aumentativo indica, tem folhas bem graúdas, em tons que variam do verde azulado para o amarelo. Do lado inverso, tem a Adiantum microphyllum, carinhosamente chamada de avenquinha; é a delicadeza elevada ao máximo – ou seria, ao tamanho mínimo? A Adiantum macrophyllum tem folhas longas e que tem sua brotação rosada. Ainda, a avenca-brilhantine (Adiantum "Brilhantine"), é uma variedade da planta com folhas auto-explicativa – essa é pra brilhar!

Como cultivar avenca


Todas as avencas gostam de ambiente quente, abafado e úmido. Se pensou numa estufa, esse é o lugar que toda avenca gostaria de morar. Essas plantinhas não gostam de vento, de jeito nenhum. Assim como suas primas samambaias e chifres-de-veado, as avencas dão esporos – poderíamos chamar de "sementes", mas é um processo bem diferente de reprodução. Se olhar embaixo das folhas da avenca, verá pontinhos escuros, que são os esporos.

Como fazer um arranjo com avencas


Se uma avenca já é uma beleza, um arranjo com várias espécies dessa planta é de deixar qualquer um apaixonado. Nossa jardineira piracicabana usou um vaso esmaltado largo, como uma cuia, da T.S. Brasil, como base. Com um vaso plástico de cabeça para baixo e muita argila expandida, Carol faz um fundo de drenagem que é funcional e, ao mesmo tempo, prático e leve. Uma manta de drenagem garantirá que o substrato para orquídeas fique no local certo – o substrato usado, da All Garden, é perfeito para esse arranjo. Deixe um pouco de turfa à mão, vai precisar daqui a pouco. A turfa é um composto orgânico, de origem vegetal, muito rico em nutrientes.

Escolhendo as avencas para o arranjo


Moradia das plantas feita, agora é hora de colocar as moças: para dar um contraste, uma orquídea chuva-de-ouro (Oncidium "Aloha"). Lembra que nossa jardineira já contou sobre as epífitas? Essa orquídea vai amar dividir o espaço de substrato bem arejado com suas amigas avencas. Orquídeas no lugar, é hora de espalhar uma camada de turfa sobre a manta de drenagem e distribuir as avencas. Delicadamente, remova o vaso da planta, apertando o pote e, segurando a avenca pelo caule, delicadamente. Acondicione as espécies de avenca escolhidas e brinque com os tamanhos das folhas. Carol escolheu para o arranjo a avenquinha, a espécie Adiantum macrophyllum e a variedade Adiantum "brilhantine". Como a turfa é negra, uma forma de destacar os charmosos caules também negros das avencas é criar um fundo com um tom diferente: cascas de pinus e musgo-fofão-branco dão conta da tarefa e adicionam ainda mais bossa ao arranjo. Tá fofo demais? Calma que nossa louca das plantas adiciona entre o musgo, uma avenca bebê! O fofurômetro vai explodir!

Folhas da avenca secas, caindo ou com bordas amareladas


Falta de água. Esse é o problema mais comum que pode acontecer com sua avenca. É fácil evitar, mantendo o substrato sempre úmido. Apesar de gostar de calor, o sol direto e o vento devem ser evitados a todo custo e, isso, por si só, já garante um bom período de substrato úmido. Mas, faça sua parte, verificando sempre a necessidade de regas. Dedômetro para medir a umidade: tocou o solo e o dedo saiu limpo, use o regador. Ponta do dedo tem substrato, deixe para conferir amanhã se o vaso precisa de água. Quando regar, mire sempre no substrato e capriche na dose de água.

Folhas da avenca inteiras amareladas


Neste caso, é um sinalizador de falta de adubo. Mensalmente, use um bom adubo, como o bokashi. Aliás, adubação para plantas é como nossa alimentação: quanto mais variedade, melhor. Mesmo usando o bokashi, que é bem completo, vale ir variando o cardápio: um pouco de biofertilizante líquido um mês, volta pro bokashi, noutro mês ofereça um bom composto orgânico, e assim, você vai mantendo suas avencas verdes, lindas e felizes...

Lagartas atacando a avenca


Antes de se desesperar, lembre-se que esse problema ocorre por falta de adubação. Pragas preferem plantas mais fraquinhas, então, se seguiu a regra anterior e manteve sua avenca bem adubada, dificilmente haverá uma infestação de lagartas. Se ainda assim, apareceu uma ou outra, faça uma catação manual (use luva) e, verifique toda a planta. Nunca tem uma lagarta solitária, elas sempre vêm em turminha. É possível usar um controle biológico, um tipo de pó que pode ser pulverizado nas folhas, mas, avencas odeiam água em suas folhas. Somente faça esse uso se a infestação é bem grande e você tem muitas plantas. Ainda, prefira pulverizar num dia bem quente, para que a água com o preparado evapore mais rápido. E novamente, mire no substrato.

Sítio São Jorge
T. S. Brasil
All Garden
Veiling Holambra

Compre os materiais do vídeo na loja Minhas Plantas, basta clicar aqui.

Materiais do arranjo:
– vaso esmaltado (T.S. Brasil)
– vaso plástico para fundo falso
– argila expandida
– manta de drenagem
– substrato para orquídeas (All Garden)
– turfa (All Garden)
– musgo-fofão-branco
– Oncidium "Aloha"
– Adiantum microphyllum
– Adiantum macrophyllum
– Adiantum "brilhantine"

Minhas Plantas recomenda