Mosquitos nas plantas: o que fazer

Mosquitinhos nas plantas deveria vir sempre junto da hashtag #quemnunca. Se você tem planta em casa certamente já conheceu este sujeito: pequenininho, gosta de ficar andando pelo substrato e, quando a gente se aproxima, o danado voa pra logo pousar em uma folha. Nossa louca das plantas Carol Costa conta tudo sobre essa mosquinha na sopa de todo jardineiro.

Guarde o nome: Fungus gnats


O nome do serzinho é Fungus gnats, o nome científico desse mosquitinho que pode variar bastante de tamanho e cor, mas quase sempre, é de um tom bem escuro e tem cerca de 2 milímetros de comprimento. Pode ser pequeno, mas consegue acabar com a nossa paciência igual gente grande. Não se deixe enganar, o Fungus gnats não aparece sem convite – dá pra usar alguns truques e atrapalhar a estadia do inseto no seu vaso.

Umidade, matéria orgânica e escuro


Fungus gnats curtem lugares úmidos e, no substrato, é quase sempre garantido que ele encontrará água na medida certa. Afinal, plantas precisam ser regadas! Mas, não é só umidade que atrai o mosquitinho, é preciso que tenha também matéria orgânica. Se pensou em adubo, acertou, ainda mais se o utilizado nas suas plantas seja um desses da lista: esterco (bovino, equino ou de frango), cascas de ovo ou restos de frutas e cascas. Ainda falta outro fator pra deixar o Fungus gnats vidrado no seus vasos: escurinho. Por ser um bichinho miúdo e que não voa muito bem, um local escuro quase sempre é sinônimo de ambiente protegido e ainda, sem vento, já que as plantas bloqueiam o sol. Pra evitar que apareçam os bichinhos ou ainda atrapalhar a vida deles se já surgiram na suas plantas, Carol dá três dicas:

Dica #1: diminua a umidade


Observe se a sua planta realmente precisa de tanta água assim. Regue somente o necessário, usando a dica da nossa jardineira piracicabana: dedômetro. Antes de regar, toque o substrato e, se a ponta do dedo sair suja, deixe pra regar outro dia; se o dedo sai limpinho, é hora de regar. Só isso já contribui pro seu vaso ou canteiro não ser tão legal pro Fungus gnats.

Dica #2: cubra o substrato


Não tem como evitar de usar adubo nas plantas, mas existe uma técnica pra evitar que o Fungus gnats aproveite e faça uma boquinha ali. Palhinhas protetoras! Use uma camada generosa de casca de pínus, palha de arroz, serragem de madeireira, folhas e galhos triturados ou outra matéria orgânica seca e dura. Essa camada cobre a umidade e o adubo e complica bastante a vida do mosquitinho. Ele não vai querer se enfiar no meio daquele monte de material seco e desiste do seu vaso. A camada de palhinhas protetoras precisa ter, no mínimo, 6 cm de altura. Ah, e não use esse truque em plantas que não gostam de umidade. Cactos e suculentas, por exemplo, não deveria ter mosquitinhos e se eles apareceram, deve ter água demais no substrato das gordinhas – quase sempre essas são plantas que gostam de substrato bem drenado.

Dica #3: iscas entomológicas


Essa é pra dar um jeito nos mosquitinhos que já apareceram. As iscas entomológicas são um tipo de papel-pega-mosca, usado muito em hortas e pomares. As claras, amarelas ou brancas, funcionam melhor pra capturar os Fungus gnats. Essas iscas são bem fáceis de usar, difícil de perder a cola (cuidado com os dedos), atóxicas e bem seguras. Não é muito fácil de encontrar, mas aqui no fim do texto tem um link pra comprar e vale pesquisar em casas agrícolas. Você também pode encontrar a cola, muito utilizada por produtores que costumam fazer iscas pra cobrir uma área grande.

Decore bem os três elementos que atrai o Fungus gnats (umidade, matéria orgânica e escurinho), aplique as três dicas do video e, rapidinho, esses insetos terão que ir em outro lugar procurar o combo do McMosquito Feliz.

Materiais e plantas mostrados no vídeo:
casca de pínus, da All Garden
iscas entomológicas, na Loja Minhas Plantas
Loja Minhas Plantas e Loja Universidade Minhas Plantas

Minhas Plantas recomenda