Arranjo com orquídea pro dia das mães

Coração de mãe é enorme, cabe todo o amor do mundo. Lá dentro, tem uma cadeira cativa pra você e é quase certeza que pra outra paixão de muitas mães: flores! É difícil errar presenteando com plantas floridas e, pra garantir ainda mais seu beijo de agradecimento no Dia das Mães, nossa jardineira Carol Costa ensina a você como montar um arranjo usando mini orquídea, cravinas e, como base, um porta-joias.

Uma base de vidro ou outra à sua escolha


Pra este arranjo, a base utilizada é um porta-joias, num formato de caixa de vidro, super charmosa. Mas, não se prenda a isso, essa é uma sugestão e vale usar qualquer recipiente bonito que tenha a ver com sua mãe ou que você tenha à mão. Deixe a criatividade falar mais alto e busque sua base fora da floricultura: caixas de presente de papel cartão, caixinhas de madeira, recipientes de cosméticos, louças... use algo que tenha a ver com a sua mamis e que seja bonito. Se escolher como base algo feito de um material poroso ou furado, Carol ensina um truque pra impermeabilizar o arranjo. Um saquinho plástico vai segurar todo o substrato e a umidade sem estragar a peça. Corte o plástico e espalhe um pouco do substrato pra orquídeas (All Garden) pra ajustá-lo dentro do porta-joias.

Mini-orquídeas


Como o tema do arranjo é uma "joia", nossa louca das plantas escolheu flores que são delicadas e que trazem unidade através dos tons de cores. A mini-phalaenopsis (Phalaenopsis hybrid), produzida pelo Grupo Terra Viva, além de ser fofa, é uma plantinha bem valente e aguenta ficar em arranjos sem problemas. Encaixe a orquídea e, se tiver escolhido uma base de vidro como a do vídeo, use este macete de florista experiente: com jeitinho, coloque algumas cascas de pínus entre a base e o plástico, pra esconder o saquinho sem graça e não ficar úmido com as regas.

Cravinas


A segunda plantinha com flor do conjunto é uma cravina "Pink Kisses" (Dianthus "Pink Kisses"), produzidas pela Bio Plugs. Perceba que as duas plantas escolhidas combinam muito: ambas possuem flores num tom roxo, são pequenas e, compartilham as mesmas preferências. Tanto a cravina quanto a orquídea precisam de algumas horinhas de sol fraco. Escolher parceiras pra dividir o espaço do arranjo sem treta é garantia de um presente mais duradouro pra sua mãe. Separe uma touceirinha da cravina e solte um pouco o torrão de substrato pra ajustá-la melhor no seu arranjo.

Peperomia puteolata


Tem mais planta na lista desse arranjo que é como coração de mãe! A Peperomia puteolata, da Acosta Plantas Ornamentais, traz um charme adicional ao conjunto, com suas folhas longas e estriadas e o formato mais esparramado, contrastando com as duas plantas floridas e eretas. Como ela é mais longa e baixinha, fará um desenho bem interessante, como se estivesse escapando do arranjo.

Deixe só a beleza à vista


Agora que as plantas estão nos seus devidos lugares, é hora de ajeitar tudo. A regra que a Carol sempre comenta pros seus alunos do Curso Profissionalizante de Arranjos com Suculentas vale totalmente aqui: "o que eu não vejo não existe". Corte o excesso do saco plástico e, com a ponta do pincel ou mesmo um espetinho de churrasco, esconda as bordas atrás das cascas de pínus. Pra dar um toque ainda mais bonito, nossa jardineira-filha coloca algumas pedrinhas rosas, bem ao gosto da jardineira-mãe.

Como regar o arranjo


Ensine sua mãe como regar o arranjo pra que ele dure mais tempo. Nada de pulverizar água, use uma seringa pra direcionar o jato de água diretamente no substrato, evitando molhar as folhas e principalmente as flores. Não se fixe na quantidade de água, isso varia muito de acordo com o tamanho do arranjo, as espécies usadas e o clima do local onde ele será colocado. Use a técnica do dedômetro, tocando o substrato e só molhe se o dedo sair limpinho. Exagerou na rega? Calma que dá pra inclinar o arranjo, segurando as plantas e deixar que a água excedente escoa. Talvez uma ou outra casca de pínus caia, mas aí é só colocá-las de volta na base.

Reforma e adubação


Arranjos podem durar um bom tempo, vai depender dos cuidados e do sol que ela recebe. Isso pode ser algo entre três meses e até um ano. Não se preocupe, pode ser que uma planta precise ser trocada ou então, o conjunto necessite de uma reforminha. Lembre-se de adubar – Carol usou osmocote, um adubo de liberação lenta, da Forth Jardim. O legal deste adubo é que dá pra ver quando ele tá ativo ou não através das bolinhas, que ficam vazias com o tempo.

Arranjo finalizado, é só levar a composição joia pra homenageada. Certamente este será um presente bem mais valioso do que uma planta de floricultura: é algo criado com muito amor e dedicação por você – este carinho em forma de arranjo é um verdadeiro tesouro e será depositado pra sempre no coração da sua mãe!

Materiais e plantas mostrados no vídeo:
porta-joias
saco plástico
substrato pra orquídeas, da All Garden
mini-phalaenopsis (Phalaenopsis hybrid), do Grupo Terra Viva
cravina "Pink Kisses" (Dianthus "Pink Kisses"), da Bio Plugs
Peperomia puteolata, da Acosta Plantas Ornamentais
seringa
adubo osmocote, da Forth Jardim

Universidade Minhas Plantas , clique aqui.

Minhas Plantas recomenda