página inicial / blogs / Carol Costa

7 truques para driblar a estiagem no orquidário

© Luciana Festi/GNT
Manter as orquídeas bonitas e saudáveis tem sido um desafio em tempos de estiagem. O que poucos sabem é que aposentar o esguicho pode ser muito bom também para seu orquidário – afinal, existem muitas outras formas de manter as plantas úmidas sem desperdiçar nenhuma gota de água. Aqui vão algumas soluções criativas e comprovadas, que também podem ser aplicadas nas outras plantas do seu jardim.

1. Substitua os fertilizantes minerais por orgânicos


A primeira dica é também a mais polêmica: procure substituir a adubação mineral pela orgânica, com Bokashi ou um mix de ingredientes naturais (cinzas, composto orgânico, farinha de sangue, entre outros). Num ecossistema equilibrado, as plantas não precisam de adubação artificial – elas encontram no ar, na água e no solo todos os nutrientes. Quanto mais fertilizante mineral se usa, mais "sede" a planta tem e maior o consumo de água.

2. Prefira regar os vasos de tardezinha ou à noite


A maior parte da água absorvida pelas plantas não é usada para nutrir nem se transforma em flor, folha ou raiz. Ela se perde na evaporação do substrato para o ar ou na transpiração realizada pela planta para não superaquecer. Essa perda de água pode chegar a até 90% nos dias quentes, quando o solo passa dos 60ºC, torrando as raízes das orquídeas terrestres. Para usar a água de forma eficiente, regue o orquidário no final do dia, e tenha plantas úmidas por mais tempo.

3. Reúna num mesmo lugar várias plantas epífitas


Orquídeas não são as únicas plantas a crescer sobre as árvores: há também avencas, rendas-portuguesas, samambaias, chifres-de-veado e muitas outras espécies. Tire proveito dessa familiaridade botânica reunindo no mesmo espaço outras epífitas. Você pode intercalar os vasos de orquídeas com samambaias e até plantar bromélias no chão. Além de bonito, o resultado imita o habitat natural das orquídeas, preservando o clima de "mata".

4. Entenda a língua da sua orquídea


A folhagem murcha e caída de uma Cattleya, por exemplo, indica desidratação. Já as folhas pretas, moles e pegajosas de Phalaenopsis sinalizam doença causada por acúmulo de água no encontro das folhas. Use o dedo para saber quando regar novamente: toque o substrato com o dedo indicador e veja se a ponta sai suja. Se o substrato estiver úmido, melhor adiar a rega. Essa dica é especialmente boa para as orquídeas que estão em esfagno ou na terra.

5. Agrupe o maior número possível de vasos


Parece mágica, mas esta é uma dica bastante lógica: em vez de deixar os vasos distantes uns dos outros, coloque-os próximos para que se crie uma nuvem de evaporação que beneficie todas as plantas. Isso diminui a necessidade de regas ao causar um aumento na umidade local. Se puder, tire do alto os vasos suspensos – que desidratam depressa ao serem atingidos pelo vento em todas as faces – e junte-os a turma que já está no baixo, bem pertinho.

6. Coloque vasos pequenos em pires com pedras


Outro truque ninja é manter as orquídeas em cima de pratos com uma camada de pedra e uma lâmina de água – mas pouca mesmo, para que o mosquito da dengue não encontre ali um lugar aonde procriar. Se tiver muitos vasos, dá para construir a mesma estrutura de forma ainda mais eficiente usando uma jardineira plástica.

7. Transforme a grama numa aliada das orquídeas


Se a poda do gramado não for muito rente, sua grama pode ajudar a manter a umidade em todo o seu entorno. Isso beneficia diretamente as plantas vizinhas – e não estamos falando só das orquídeas terrestres, mas também de epífitas e até rupícolas que vivem nas imediações. Faça o teste e comprove: vasos mantidos próximos de um gramado verdinho ficam molhados por mais tempo do que aqueles perto de um local todo cimentado.

DESTAQUE: Truque esperto para descobrir vazamentos
Identificar vazamentos pode ser difícil, mas achar musgo é bem fácil. Para descobrir se as saídas externas de água estão vazando, fique de olho se cresceu musgo ou se apareceram invasoras nas proximidades das torneiras de jardim.
postado em 25/09/2017 - Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Livro Cactos e outras Suculentas para Decoração

Quem é fã de cactos e suculentas sabe o quando é difícil encontrar informações sobre essas plantinhas queridas. Classificar a coleção de "gordinhas" e identificar as espécies com exatidão é uma tarefa árdua. Pesquisar na internet acaba trazendo mais dúvidas do que soluções. Mas, respire aliviado, porque o tempo de … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Por um mundo mais verde e menos cinza

Nossa piracicabana Carol Costa conta um pouco sobre como mudou de área, trocando 15 anos de vida de escritório pela melhor carreira da sua vida: jardineira. No texto abaixo, publicado originalmente no Instagram, a ex-jornalista mostra que escolher o próprio caminho é possível, e que vale a pena investir e … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

O básico sobre orquídeas Phalaenopsis

Orquídeas são uma das flores mais utilizadas para presentear, e no Dia das Mães não é diferente. Depois de ganhar a planta, vem a pergunta que muitas pessoas fazem: e agora, como cuidar desta bela flor? Nossa jardineira Carol Costa ensina os cuidados básicos para as mamães felizardas e futuras … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Trabalhar com plantas é fácil, acessível, e pode ser sua próxima carreira

O verde acolhe todos. Plantar em um jardim ou vaso é algo democrático, acessível e simples, mesmo para quem é jardineiros de primeira viagem. Nossa jardineira Carol Costa conta neste texto, como as plantas conseguem reunir pessoas de várias áreas. Profissionais como jardineiros, paisagistas, produtores de espécies ornamentais e alimentícias … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Como saber se uma planta é tóxica ou segura para seu pet

Existe uma fonte segura com uma lista de plantas que são tóxicas para animais? Nossa jardineira Carol Costa costuma responder muitas perguntas sobre essa dúvida comum de amantes de jardinagem e também são tutores de pets. Antes de ficar apavorado com notícias da internet, principalmente casos isolados, e sair divulgando … (+)
Leia mais
© Alexandre Pavan/Minhas Plantas

Tenha mais plantas e use menos desinfetantes

O verde domesticado A jardinagem ganha cada vez mais espaço em casas, escritórios e apartamentos – mas nunca estivemos tão distantes do quintal de terra dos nossos avós Por Carol Costa Uma criança precisa de menos de 20 minutos fazendo bolinhos de terra ou correndo descalça no gramado para ir bem … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Como ter uma horta dentro de casa mesmo sem sol

Este é o canto mais escuro da minha cozinha, distante 3,5 metros da janela face Sul, aquela que recebe só claridade, nunca sol. Não poderia ser um lugar mais impossível pra se ter uma horta e, no entanto, aqui estão minhas verdinhas com dez dias de vida, crescendo animadas … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 8

Nossa jardineira Carol Costa fez no episódio 8 do programa A Louca das Plantas, no GNT, um jardim mediterrâneo em uma cobertura! Os desafios era acabar com o vento, o que impedia o cultivo de qualquer planta. Nossa louca piracicabana também queria criar não só um jardim, mas um espaço … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 7 (selva urbana)

Nossa jardineira Carol Costa fez no episódio 7 do programa A Louca das Plantas, no GNT, uma verdadeira selva urbana. Uma das salas do apartamento da Fernanda e do Andrés tinha uma janela enorme, muita claridade, uma mesa com quatro lugares, e, alguns vasinhos com as plantas bem tristes, já … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 6

Um apartamento pode ter muitas plantas, só é preciso escolher as espécies corretas, e é exatamente isso que nossa jardineira Carol Costa fez no episódio 5 do programa A Louca das Plantas no GNT. Olhando a disposição das janelas, nossa louca piracicabana entendeu que a sala recebe uma quantidade de … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 5

Dá para ter uma mini-fazenda em um... quintal? Claro que dá! Com direito a horta, jabuticabeira, orquidário e muitas, muitas plantas. No episódio 5 do A Louca das Plantas do Canal GNT, nossa jardineira Carol Costa mostrou dicas de como impedir que um gato atrapalhe o cultivo de uma horta … (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A Louca das Plantas - detalhes do episódio 4

O episódio 4 do A Louca das Plantas foi ao ar na última sexta-feira, dia 01/02, pontualmente às 22h no Canal GNT. Os verdinhos que acompanham o programa da nossa jardineira Carol Costa já viram a criação de um jardim com lago que atraiu até uma garça, a transformação … (+)
Leia mais
mostrar mais