página inicial / guia de plantas / folhagens
singônio
  • Nome popular singônio
  • Outros nomes planta-cabeça-de-flecha
  • Categoria folhagens
  • Ordem Alismatales
  • Família Araceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Syngonium
  • Espécie Syngonium podophyllum
  • Origem México e Costa Rica
  • Tamanho 1,2 m
  • Propagação por semente
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Rega pouca água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumada não
  • Floração
    primavera
    verão
  • Frutos não comestíveis
O singônio é das plantas mais mal tratadas que existem: comum em parques e praças públicas, raramente recebe adubo, sofre pisões diários, é "regado" com xixi de cachorro e precisa disputar na unha um lugar ao sol com plantas muito maiores, como árvores e arbustos. Por ser folhagem, já fica em terceiro plano na preferência do brasileiro e, pra piorar sua baixa popularidade, ainda produz uma seiva leitosa que pode ser tóxica se ingerida. Que fase a do singônio!

Singônio é uma planta que pode ser forração ou trepadeira


Da próxima vez em que encontrar essa folhagem por perto – ali, na pracinha em que você leva seu cachorro para passear ou escalando a árvore em frente ao ponto de ônibus que você pega todo santo dia –, dê uma segunda chance ao singônio. Primeiro, repare nas folhas verdes com bonitas nervuras amarelas ou cor de creme e uma borda verde escura desenhando todo o contorno. Veja como as folhas fecham bem um canto sem graça, tornando-se perfeitas para camuflar paredes sem acabamento, tintura descascando, manchas de infiltração. O singônio cresce rápido e é uma das folhagens mais flexíveis com a iluminação, aguentando tanto o sol forte quanto ambientes muito sombreados. Pode ser mantido baixo, tal qual uma forração, ou se transformar em trepadeira, escalando muros, árvores e pergolados com agilidade de macaco.

As folhas do singônio mudam de formato ao passar dos anos


Agora, o mais interessante do singônio precisa ser visto com calma: à medida em que a planta vai envelhecendo, suas folhas mudam de formato. Na fase jovem, são semelhantes a corações ou flechas (daí seu outro nome popular, planta-cabeça-de-flecha). Os botânicos chamam esse formato de "saginato", que vem do latim e significa "parecido com uma seta". Com o passar dos anos – e bota ano nisso! –, o singônio passa a apresentar folhas mais escuras e muito recortadas, divididas em sete ou nove subdivisões bem destacadas, tornando-se totalmente diferente, quase irreconhecível. Falaí se não há uma beleza mágica nisso?


Nativo do México e da Costa Rica, o gênero Syngonium tem 33 espécies, todas típicas plantas de clima tropical: gostam de calor e umidade e não toleram geadas nem temperaturas abaixo de 10ºC. Por crescer muito rápido, o singônio precisa ser podado regularmente para se manter baixo, caso contrário, vai subir pela primeira árvore que encontrar. Suas raízes se aderem com força ao tronco das espécies maiores, mas não sugam nada delas, ou seja, essa folhagem não é parasita.

Como gerar mudas do singônio e a forma de preparar o solo


No inverno, a planta entra em estado de dormência, necessitando de água apenas para não deixar o solo secar completamente. No verão, em seu habitat natural, produz pequenos frutos. Para plantar o singônio, prepare o solo com duas partes de composto orgânico, uma parte de areia e outra de terra comum, bem misturadas. Para reproduzir, basta retirar muda com pelo menos um par de folhas e cerca de 4 centímetros da ponta do ramo, mantendo as raízes em um recipiente com água. Tão logo as novas raízes surjam, ele já estará pronto para ganhar casa nova.

Clique para saber mais sobre singônio nas seguintes seções do site:
Dúvidas frequentes sobre singônio
Vídeos sobre singônio
Galerias de imagens com singônio
Posts no blog sobre singônio
Áudios sobre singônio
Eventos sobre singônio
Culinária com singônio