página inicial / guia de plantas / forrações
rabo-de-gato
  • Nome popular

    rabo-de-gato

  • Outros nomes

    acalifa-rasteira, rabo-de-rato

  • Categoria forrações
  • Ordem Malpighiales
  • Família Euphorbiaceae
  • Subfamília Acalyphoideae
  • Tribo Acalypheae
  • Subtribo Acalyphinae
  • Gênero Acalypha
  • Espécie Acalypha reptans
  • Origem Índia
  • Tamanho 20 cm
  • Propagação por estaca, por muda e por semente
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Rega média água
  • Plantio
    outono
    primavera
  • Perfumada não
  • Floração
    primavera
  • Frutos não comestíveis

Nomes populares de plantas, às vezes, não fazem o menor sentindo. É o caso da Acalypha reptans, uma espécie rasteira típica das florestas da Índia. Suas flores peludinhas lembram mesmo o rabo de um gato (bem bravo, diga-se de passagem), mas de onde as pessoas tiraram o outro nome popular, rabo-de-rato? Como assim, foram escolher justo o bicho que tem o rabo mais pelado? Nessas horas, conhecer um pouco de latim coloca as coisas no lugar: "reptans" quer dizer "rasteiro, rastejante", um comportamento bem típico de muitas plantas usadas como forração (a grama-amendoim, outra rasteira, também recebe esse sobrenome).

Rabo-de-gato é uma planta rasteira para grandes canteiros


Gato ou rato, os "rabinhos" vermelhos surgem o ano todo e são muito resistentes, só não suportam geadas. Essa espécie pode ser cultivada como se fosse grama, em grandes canteiros, ou em vaso, como planta pendente – suas raízes não necessitam mais de uns 10 ou 15 centímetros de terra para se desenvolver.

Por ser uma planta bastante resistente, o rabo-de-gato é muito usado em canteiros ou em vasos, fazendo fundo para plantas de maior porte. Ele cria um acabamento bonito e ainda ajuda a manter a terra úmida por mais tempo.


Como deve ser o solo, a adubação e as regas do rabo-de-gato


Cultive-o sob o sol pleno e em solo bem fértil. Se a terra for muito argilosa (ela cria uma pasta quando está molhada, dificultando a penetração da água), adicione um pouco de areia de jardim para torná-la mais porosa. Tome cuidado com a adubação: em excesso, ela pode queimar as folhas, especialmente se os nutrientes forem borrifados nos horários de sol forte.

Regue o rabo-de-gato diariamente, mantendo a terra sempre úmida, mas lembre-se de que gato escaldado tem medo de água: encharcar as flores pode estimular o aparecimento de fungos, que apodrecerão as raízes da planta. Você não vai querer vê-la com o rabinho entre as pernas, vai?

Clique para saber mais sobre rabo-de-gato nas seguintes seções do site:
Dúvidas frequentes sobre rabo-de-gato
Vídeos sobre rabo-de-gato
Galerias de imagens com rabo-de-gato
Posts no blog sobre rabo-de-gato
Áudios sobre rabo-de-gato
Eventos sobre rabo-de-gato
Culinária com rabo-de-gato