página inicial / guia de plantas / arbustos
pata-de-elefante
  • Nome popular pata-de-elefante
  • Outros nomes nolina, biucarnea, palmeira-rabo-de-cavalo
  • Categoria arbustos
  • Ordem Asparagales
  • Família Asparagaceae
  • Subfamília Nolinoideae
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Beaucarnea
  • Espécie Beaucarnea recurvata
  • Origem México
  • Tamanho de 3 a 5 m
  • Propagação por estaca e por muda
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Rega pouca água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumada não
  • Floração
    o ano todo
  • Frutos não comestíveis
Quem vê uma pata-de-elefante pela primeira vez logo percebe de onde vem seu nome popular. Quase sem bifurcações, o tronco é largo na base, na altura do solo, e vai afinando verticalmente. As folhas surgem no alto da árvore, como um chafariz verde, escondendo a maior parte do tronco e dando um aspecto ainda mais exótico ao conjunto. A casca rugosa e cheia de estrias tem a cor e a textura da pele dos paquidermes, de forma que, para ser idêntica a um elefante, só falta à planta uma tromba.

Pata-de-elefante é um arbusto e pode chegar a 5 metros de altura


O curioso tronco da pata-de-elefante tem a mesma função das folhas gordinhas das suculentas e do caule dilatado dos cactos: serve para armazenar água em períodos de estiagem. Essa "sacada" evolutiva da árvore é uma resposta a seu agreste habitat natural, já que ela é nativa dos estados de Veracruz, Tamaulipas e San Luis Potosí, na região nordeste do México, fronteira com os Estados Unidos, onde as chuvas são escassas e o sol, abrasador.


Apesar de parecer uma palmeira, a pata-de-elefante é considerada um arbusto ou arvoreta, que pode alcançar cerca de 5 metros de altura quando adulto. As plantas mais velhas produzem pequenas flores brancas, agrupadas numa haste fina e discreta que surge, geralmente no outono, no alto da copa.

Como preparar a terra e como são as regas da pata-de-elefante


Devido a seu lento crescimento, a pata-de-elefante é muito adotada como planta de vaso, cultivada no sol pleno ou a meia-sombra, decorando pátios, sacadas e varandas. Se quiser aditar uma ainda jovem, prepare o solo com partes iguais de terra e composto orgânico, misture bem e cuide para não enterrar demais o tronco — isso atrai fungos que podem matar a planta. Mantenha o vaso em ambiente arejado, e molhe pouco, esperando a terra secar entre uma rega e outra. Pois é, ao contrário dos elefantes, sua planta não gosta nenhum pouco de ficar na lama.

Clique para saber mais sobre pata-de-elefante nas seguintes seções do site:
Dúvidas frequentes sobre pata-de-elefante
Vídeos sobre pata-de-elefante
Galerias de imagens com pata-de-elefante
Posts no blog sobre pata-de-elefante
Áudios sobre pata-de-elefante
Eventos sobre pata-de-elefante
Culinária com pata-de-elefante