página inicial / guia de plantas / folhagens
jiboia
  • Nome popularjiboia
  • Outros nomeshera-do-diabo
  • Categoriafolhagens
  • OrdemAlismatales
  • FamíliaAraceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • GêneroEpipremnum
  • EspécieEpipremnum aureum
  • OrigemIlhas Salomão
  • Tamanhode 1 m a 18 m
  • Propagaçãopor divisão de touceira
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Regamédia água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumadanão
  • Floração
    sem
  • Frutosnão comestíveis
A jiboia é uma folhagem multiuso: se cultivada em ambiente externo, transforma-se em uma excelente cerca viva, com folhas de mais de um metro de largura e galhos que cobrem até 18 metros de distância. Dentro de casa, ela fica comportada e nem parece a mesma planta, já que sua folhagem não passa dos 15 cm. Essa capacidade de se adaptar ao meio a torna uma das espécies preferidas para cultivo em ambientes internos, mesmo sob o ar condicionado.

Jiboia é uma trepadeira com folhas grandes em forma de coração


Oito espécies fazem parte do gênero Epipremnum, todas com folhas em formato de pequenos corações quando jovens, e maiores, mais arredondadas e quase sempre bem rasgadas quando a planta está adulta, o que acontece após cerca de dez anos. No caso da jiboia, além de serem grandes, as folhas possuem belas manchas amarelas, o que reforça o aspecto exótico da planta.

Trepadeira tropical de fácil manutenção, a jiboia gosta de água e calor. Regue-a duas vezes por semana, aumentando o fornecimento de água no verão e diminuindo no inverno. O solo deve ser rico em matéria orgânica: adicione composto ou húmus de minhoca a cada três meses, revolvendo bem a terra para misturar. Por ser uma espécie resistente, a jiboia é usada para forração de vasos e canteiros públicos, suportando com dignidade períodos de falta de água ou da "rega" inadequada de cães e gatos.

Como obter mudas da jiboia e como podá-la


Se quiser tirar mudas, corte qualquer parte do caule que tenha algumas raízes, espere o corte secar por 24 horas e coloque-o em contato com a terra úmida. Em algumas semanas as novas raízes terão surgido. A manutenção deve ser feita na primavera, retirando-se as folhas amareladas e podando os galhos mal formados.

Se não quiser que sua jiboia escale as paredes e atinja proporções gigantescas, pode a ponteira dos ramos mais altos uma vez a cada seis meses e conduza os mais jovens em torno de um tutor cheio de musgo.