página inicial / guia de plantas / folhagens
costela-de-adão
  • Nome popular costela-de-adão
  • Outros nomes banana-do-mato, ceriman, monstera, abacaxi-do-reino
  • Categoria folhagens
  • Ordem Alismatales
  • Família Araceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Monstera
  • Espécie Monstera deliciosa
  • Origem Américas Central
  • Tamanho até 12 metros
  • Propagação por divisão de touceira e por estaca
  • Iluminação
    meia sombra
    sombra
  • Rega média água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumada sim
  • Floração
    primavera
  • Frutos comestíveis
A costela-de-adão divide com a bananeira o símbolo máximo de planta tropical e não é pra menos, já que vai bem em todo o Brasil, das cidades quentes e úmidas do Norte às regiões serranas e frias do Sul do país. Tendo apoio, cresce como trepadeira, abrindo suas grandes folhas recortadas sobre muros, treliças e árvores — fica enorme, honrando o "Monstera" de seu nome. Também pode ser mantida no chão: tendo espaço, ela se esparrama horizontalmente formando um maciço impressionante.

Costela-de-adão possui fruto comestível


As folhas são tóxicas, mas o fruto maduro, não, e tem perfume e gosto que são uma mescla de abacaxi com banana, daí o "deliciosa" do seu epíteto científico. Entre agosto e outubro, sua inflorescência se aquece até 15ºC a mais do que o ambiente ao seu redor para exalar mais perfume e atrair besouros polinizadores. Para sua "monstrinha" ficar mais deliciosa, cultive em ambiente que receba sol apenas metade do dia, em solo úmido e com bastante matéria orgânica. Para cultivo em vaso, prefira a variedade miniatura, que deve ser mantida apoiada em uma grade ou tutor, perto de uma janela com muita claridade e algumas horas de sol.