página inicial / vídeos

Terrário: crie uma mini floresta em menos de 0.5m²

Quer um pouco de verde mas tem apenas 0.5m²? Sem problemas, aí cabe uma FLORESTA! Sabe como? Dentro de um VIDRO! Parece coisa de “louca”, mas é exatamente o que nossa jardineira Carol Costa ensina neste vídeo. No sexto episódio do Sob Medida, a nova série da STIHL e do Jardim das Ideias, ela mostra o passo-a-passo para se criar um terrário lindo.

Como escolher um vidro para seu terrário


O principal desse tipo de projeto é saber onde plantar: tem que ser um vidro transparente e, quanto maior, melhor. Escolha de preferência um recipiente mais alto do que largo. Além do terrário comportar mais plantas, é mais fácil trabalhar com um vidro com a boca grande. Outro ponto: precisa ter tampa – recipiente sem tampa com plantas não é terrário, é arranjo. Agora, o alerta vermelho: não use suculentas, de jeito nenhum! Suculentas e cactos são plantas de sol forte e solo seco - portanto, o microclima de um terrário é abafado e úmido demais para eles. Você não vai querer plantinhas apodrecendo e sofrendo, e sim criar uma floresta linda, cheia de verde, folhagens e musgos felizes!

Use troncos e galhos para compor seu terrário


Nossa louca das plantas usa um tronco para criar aquele jeitão de "jungle" e dá uma dica esperta: busque esse tipo de produto em lojas para aquaristas, onde é possível encontrar peças de madeiras certas para suportar água. Se aguenta ficar submerso num aquário, esse tipo tronco vai tirar de letra o ambiente úmido do terrário, e sem alterar o pH do solo. Medindo a altura do vidro, Carol Costa usa o serrote de poda dobrável PR 16 para cortar o tronco no tamanho certo. Depois de serrado, ela só testa para ver se cabe.

Tronco posicionado no vidro, é hora de colocar substratos e pedras. Segunda dica da nossa piracicabana: use um vaso preto vazio, com a boca virada para baixo, para criar volume sem aumentar o peso da peça. Lembre-se que o terrário já tem um tronco, terá pedras, terra, plantas, água... O substrato ajuda a prender o tronco no lugar certo, e as pedras são decorativas. Vale usar pedriscos, seixos de rio ou qualquer outro tipo de pedra que seja bonita e decorativa, mas com um jeitão natural. Queremos criar uma floresta com cara natural!

Plantas de sombra e musgo vivo


Hora de colocar os elementos verdes: os primeiros a entrar são os tufos de musgo vivo, também conhecido como "fofão". Esses musgos amam lugares úmidos e quentes, então são perfeitos para terrários. Tufos nos lugares certos, Carol coloca mais substrato, com cuidado para não sujar o vidro. Pode parecer uma dica simples, mas quanto menos você sujar o vidro, menos trabalho terá para finalizar seu terrário. Em seguida, entram as plantas que gostam do microclima abafado e que crescem lentamente em locais sombreados: orquídea-pipoca (Ludsia discolor), Ctenanthe burle-marxii, Calathea "Anel de Prata", e calatéia-pena-de-pavão (Calathea makoyana). Como todas essas plantas possuem desenhos e cores diferentes em suas folhagens, aproveite para usar a criatividade e observe bem a distribuição delas, construindo áreas de interesse e pontos de luminosidade.

A forma correta para regar e fechar seu terrário



Após mais alguns toques de musgos, nossa jardineira Carol Costa limpa as paredes internas do vidro com um papel-toalha e usa o pulverizador SG 11 para regar. Muita atenção nesse momento, pois as plantas não podem ter suas folhas molhadas. Mire na parede do vidro, escolhendo um local onde exista musgo e pedras – esse verdinho suporta bem a água, mas as outras plantas podem apodrecer com excesso de umidade acumulada em suas folhas. Lembre-se de regar pouco. Pouco mesmo. Aguarde umas 2 horas para ver se a quantidade de água foi suficiente e, antes de fechar o vidro, seque as folhas com papel-toalha. Como tem um tronco lindo, que tal acrescentar algumas tilândsias (Tillandsia sp.)? Coloque-as no tronco e evite contato com o substrato, pois essas plantinhas da família das bromélias são aéreas. Pronto! Com o vidro fechado, seu terrário está finalizado! E você não vai precisar regá-lo praticamente nunca mais: o ecossistema fechado do terrário cria as condições perfeitas para as plantinhas lá dentro. Molhar agora, só do lado de fora, quando as visitas ficarem babando em cima de tanta beleza dentro de um vidro.

Links e parceiros:
STIHL Ferramentas
Jardim das Ideias
T.S. Brasil
Shopping Garden Sul
Cobasi
All Garden
R. Acosta Plantas Ornamentais
Floricultura Winge
Veiling Holambra