página inicial / vídeos

Jardim CHEIO DE FLOR em piso cimentado – #ALoucaDasPlantas ep. 8

O episódio 8 do A Louca das Plantas foi ao ar no canal GNT e nossa jardineira Carol Costa vem contar em detalhes tudo o que rolou para transformar aquela cobertura quase árida em uma área de convívio incrível lotada de plantas! Foram muitas plantas, flores, arbustos, ervas aromáticas e flores plantadas no local, em vasos, canteiros e até em estantes. E olha que o espaço tinha desafios: ou tinha sol muito forte num período do dia, ou, espaços de sombra em outro, e, muito vento. Se existem problemas, mas mesmo assim, a gente quer muito verde, a solução é chamar A Louca das Plantas!

Um quebra-vento de plantas


O primeiro passo era conseguir uma área abrigada do vento para ter mais variedades de plantas. Escolhendo as espécies certas, nossa jardineira Carol Costa conseguiu bloquear as rajadas de ar que acabariam com a maioria das plantas. Folhagens como o fórmio (Phormium tenax), com suas longas folhas em forma de espada, e palmeiras chamaedória (Chamaedorea elegans), são plantas que amam o vento, e por serem altas, criam uma barreira natural para acabar com a ventania. Uma opção para a chamaedória seria a areca, outra palmeira rústica e que curte um ventinho. Para facilitar a vida do morador e também garantir que os vasos fiquem com umidade na maior parte do tempo possível, Carol Costa adicionou vermiculita, um mineral natural que tem como propriedade reter líquido. Isso garante uma reserva adicional de água para aqueles dias em que o Didi está viajando, ou esqueceu de regar os vasos. O truque básico é: misture vermiculita no substrato, mas não ultrapasse 1/3. O vaso cabe 30 quilos? Pode colocar até 10 quilos de vermiculita com 20 quilos de substrato para plantas. E, mais importante que tudo: não confunda vermiculita com perlita! Ambos são minerais, mas, enquanto o primeiro ajuda a reter água, o outro, escoa todo o líquido!

Flores que gostam de clima frio


Com a área protegida do vento, nossa louca piracicabana parte para povoar o lugar com verdinhas que dão flores: azaleias, gloriosas e hortênsias. Aqui um truque maravilhoso para quem quer escolher a cor dos enormes buques que a hortênsia dá: quer flores azuis? Deixe o substrato mais ácido. Já para ter flores rosas, é só deixar o solo mais alcalino. E como faz para alterar o pH do solo? Pega uma palha-de-aço e deixa em um balde cheio de água – pensou em Bombril? É esse mesmo. Depois de uma semana, retire a palha-de-aço e regue os vasos de hortênsia com esta água, que pela adição de ferro, estará mais ácida. Outra dica ninja: para a azaleia continuar a dar flores, use a técnica do beliscamento – pince, com a ponta dos dedos, e arranque a flor assim que ela começar a murchar. Isso ajuda a planta a produzir mais flores, de uma forma natural. Ela não desperdiça energia numa flor que está morrendo, e corre para produzir outra. As flores escolhidas gostam de frio, e pela cobertura receber bastante vento, ficar num lugar alto de São Paulo, o clima acaba sendo bem mais fresco, principalmente à noite. Ah, e falando em frio, reparou nas floreiras lotadas de tulipas? As charmosas flores europeias só se desenvolvem em lugares frios. Bem frios. A gente tá falando de muuuuuto frio, aquele que cria gelo no solo e até uma nevezinha de vez em quando... então, tulipas floridas, só vindo de floriculturas. Depois, só a planta mesmo. Muitos truques são divulgados, mas nada consegue reproduzir o clima certinho para esta planta bulbosa florescem no Brasil, sem ser em estufas com temperatura controlada. Não tem como simular o degelo do inverno no solo, né... esquece o gelo no vaso, e, guardar os bulbos na gaveta da geladeira também não ajuda.

Dicas para ter um jardim em lajes, coberturas e varandas



Viram um canteiro? Com sofás, um lugarzinho para sentar e curtir? Pois é, nossa louca pensa não só em plantas, mas em pessoas! Mas antes, é preciso levar em conta o peso disso em uma laje ou cobertura, e a dica vale para varandas. Leve sempre em conta o uso de materiais leves, para não sobrecarregar o local. Nada de alvenaria comum, vasos grandes de cimento e cheios de pedras... use por exemplo, na camada de drenagem, argila expandida, que é não pesa muito. Assim como escolher tijolos de materiais leves e vasos plásticos. E importantíssimo: impermeabilização! Uma manta asfáltica é o mais recomendado, mas em canteiros menores, pode usar algumas camadas de tinta impermeabilizante. Água entra por qualquer frestinha e isso pode comprometer a laje e pode virar uma grande dor de cabeça, pra não dizer o mínimo.

Usando gramado sintético na jardinagem


E como ter grama em uma cobertura? Lembra que o Didi quase não tinha tempo para regar as plantas? Vasos grandes com vermiculita funcionam, mas aqui, para o gramado, a melhor solução foi usar grama sintética. Artificial sim, porque não? O lugar pede, pois, o cultivo de grama numa área como essa cobertura sem o escoamento de água apropriado é impossível. Então, Carol Costa usou um gramado sintético, que conversa com o ambiente super bem, sempre estará verdinho e traz uma praticidade única. Na área do canteiro, foi escolhida uma grama de alta qualidade, chamada Royal Grass, importada da Holanda. E para fechar, uma cortina florida, formada por vasos de petúnias. A petúnia "Night Sky" é linda, com suas flores que parecem realmente um céu noturno cheinho de estrelas, um luxo só. Ela fica praticamente o ano todo florida, mas é preciso um lugar abrigado do vento. Por isso, ela ficou numa área mais protegida, dispostas em uma estante enorme. Nada combina mais com um jardim em uma cobertura do que um céu de flores estreladas.

Queremos mais temporadas do A Louca das Plantas!


O último episódio do A Louca das Plantas foi ao ar, mas a gente já está com saudades, e queremos a segunda temporada! Agora é a hora e a vez dos verdinhos! Vale usar a caixa de comentários para dizer qual foi o melhor episódio, o que gostou, e principalmente, compartilhar! Alô GNT, a gente que a segunda temporada! Nossa jardineira Carol Costa é a louca das plantas, mas agora é você que vai fazer loucuras – vale compartilhar, comentar... e não é só por aqui pelo YouTube! Pega o link, envia pelo WhatsApp no grupo de família! Manda por e-mail, Twitter, Instagram... imagina o orgulho que você terá quando nossa louca jardineira receber uma mensagem daquela sua tia que mora longe, contando que foi você que torno a casa dela cheia de plantas, e tudo porque apresentou a ela "aquela moça louca da planta da tevê"... Isso é semear o verde do jeito mais incrível que existe: através das pessoas!

Links de fornecedores e parceiros (ordem alfabética):
Flex Gramados Sintéticos
Vasart Vasos

Quer ver conteúdos exclusivos sobre o "A Louca das Plantas"? Clique aqui para ver todos os vídeos publicados.