página inicial / guia de plantas / folhagens
pulmão-de-aço
  • Nome popular pulmão-de-aço
  • Outros nomes escorpião, orelha-de-elefante
  • Categoria folhagens
  • Ordem Alismatales
  • Família Araceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Alocasia
  • Espécie Alocasia cuprea
  • Origem Indonésia
  • Tamanho 50 centímetros
  • Propagação por bulbo e por divisão de touceira
  • Iluminação
    meia sombra
    sombra
  • Rega muita água
  • Plantio
    primavera
  • Perfumada não
  • Floração
    sem
  • Frutos não comestíveis
Quem diria que uma das plantas mais famosas do paisagismo brasileiro não é flor nem nativa, né? Em mais uma prova do encanto que as folhagens emanam, o pulmão-de-aço (Alocasia cuprea) derreteu o coração de um garotinho muito especial, Roberto Burle Marx. O maior paisagista brasileiro ainda era criança quando ganhou de uma tia uma mudinha dessa folhagem exuberante, nativa das florestas úmidas da Indonésia, o de também é conhecida por escorpião ou orelha-de-elefante. Conta a história que o pequeno Burle Marx ficou tão impressionado com a planta que nem dormiu direito — se isso é lenda ou não ninguém sabe, mas é certo que o pulmão-de-aço realmente rouba o fôlego de tão bonito.

Pulmão-de-aço é tóxica para pets


De um elegante cabinho fino e ereto surge a folha arredondada, cor de chumbo, com o verso púrpura e as nervuras fazendo um desenho arredondado característico. A planta toda raramente passa de 50 cm de altura e tem crescimento lento, mas num maciço ou agrupada em vasos, chama a atenção. Como todas as folhagens da família das arácias, esta também é tóxica para animais, então, deixe o vaso fora do alcance de focinhos e patinhas xeretas ou limite o acesso de cães e gatos com cerca ou plantando em canteiros elevados.

Onde plantar o pulmão-de-aço ou escorpião


Desde que tenha solo fofo, úmido, bem fértil e coberto por palhinhas, o pulmão-de-aço vai bem — escolha para ele um lugar com sol fraquinho da manhã, até umas 8h, 9h, e a planta crescerá com as cores ainda mais vivas. Adube pelo menos uma vez por mês, aproveitando para renovar a camada de palhinhas da superfície (é essa cobertura vegetal que garante a umidade constante que ele tanto gosta).

Como reproduzir o pulmão-de-aço


Para fazer mudas, retire pedaços do caule subterrâneo (rizoma) que tenham raízes e plante em substrato para mudas adubado com húmus de minhoca ou composto orgânico, mantendo as plantinhas em local com muita claridade, mas sem sol, até que surjam as primeiras folhas. Depois disso, elas já podem ser transplantadas para o local definitivo ou colocadas, aos poucos, num ambiente com sol fraquinho e sem vento.

É comum o pulmão-de-aço ficar mais ralo e caidinho no inverno: como boa planta tropical, ele não aprecia frio. Mantenha a adubação regular, mas diminua um pouco as regas durante essa estação, para evitar apodrecimento do rizoma. Quando o frio acabar, vá aos poucos retomando os cuidados de praxe pra que o pulmão-de-aço se encha de folhas de novo, encantando adultos e crianças no seu jardim.

Clique para saber mais sobre pulmão-de-aço nas seguintes seções do site:
Dúvidas frequentes sobre pulmão-de-aço
Vídeos sobre pulmão-de-aço
Galerias de imagens com pulmão-de-aço
Posts no blog sobre pulmão-de-aço
Áudios sobre pulmão-de-aço
Eventos sobre pulmão-de-aço
Culinária com pulmão-de-aço