página inicial / guia de plantas / trepadeiras
potos-cetim
  • Nome popular potos-cetim
  • Outros nomes jiboia-prateada
  • Categoria trepadeiras
  • Ordem Alismatales
  • Família Araceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Scindapsus
  • Espécie Scindapsus pictus
  • Origem Sul da Ásia
  • Tamanho até 10 metros
  • Propagação por divisão de touceira e por muda
  • Iluminação
    sombra
  • Rega muita água
  • Plantio
    primavera
  • Perfumada não
  • Floração
    verão
  • Frutos não comestíveis
Com as folhas verde-acinzentadas salpicadas de prateado, o potos-cetim (Scindapsus pictus)faz tanto sucesso no mundo que até uma medalha recebeu da maior sociedade botânica do mundo, a Royal Horticultural Society, na Inglaterra. E olha que os ingleses são doidos por flores, hein? Pois é, mesmo uma folhagem com floração praticamente sem valor ornamental consegue ser sublime a ponto de amolecer mesmo um coração de orquidófilo.

Potos-cetim ou jiboia-prateada é prima da jibóia


Vem da Indonésia, das Filipinas, de Sumatra e outros países do sul da Ásia essa prima da jiboia, trepadeira que alcança mais de 10 m de comprimento, mas mantém as folhas carnosas pequenas, ao contrário do Epipremnum pinnatum, cuja folhagem multiplica de tamanho quando encontra uma árvore para escalar.

Como acontece com a maioria das aráceas (como o singônio e o imbé), esta também é tóxica se ingerida — se tiver bichos de estimação, deixe o vaso num gancho preso ao teto para potencializar o efeito cascata que sua bela folhagem tem e evitar acidentes.

O potos-cetim, aliás, é perfeito para ambientes internos, crescendo bem pertinho de janelas ou varandas envidraçadas que recebam intensa claridade, mas não sol direto. Se as folhas começarem a amarelar ou enrolar, aumente as regas — nos dias quentes e secos, além de molhar a terra, borrife as folhas com água fresca.

Como obter mudas de potos-cetim


Para reproduzir o potos-cetim, retire pedacinhos de caule com raiz ou pode as ponteiras, que enraízam facilmente em substrato para mudas misturado com areia e composto orgânico em partes iguais. Cubra a superfície com palhinhas para manter o solo úmido, do jeito que essa espécie gosta, e não esqueça de adubar uma vez ao mês, evitando usar muito cálcio, já que o potos-cetim prefere solo ligeiramente ácido (e o cálcio acaba puxando um pouco mais pro alcalino). No verão, se a folhagem já estiver bem formada, talvez você encontre algumas flores no meio dos caules. Não vá esperando rosas nem nada de pétalas delicadas: as flores do potos-cetim são quase insignificantes, brancas, parecidas com antúrios ainda mais fechadinhos. Imagina se a florada fosse espetacular como as folhas? Seria o fim do reinado das orquídeas!