página inicial / guia de plantas / árvores
árvore-orquídea
  • Nome popular árvore-orquídea
  • Outros nomes bauínia-de-hong-kong, unha-de-vaca, pata-de-vaca
  • Categoria árvores
  • Ordem Fabales
  • Família Fabaceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • Gênero Bauhinia
  • Espécie Bauhinia blakeana
  • Origem Hong Kong
  • Tamanho de 6 a 8 m
  • Propagação por muda
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Rega média água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumada não
  • Floração
    outono
  • Frutos não comestíveis
Você pode até não conhecê-la pelo nome, mas certamente já viu uma árvore-orquídea na rua, afinal, essa é uma das espécies mais usadas no paisagismo urbano. Tanto ela quanto as irmãs da família Bauhinia costumam dar flores quase o ano todo, característica muito apreciada pelo paisagista Roberto Burle Marx, que as usou em muitos de seus projetos. Hoje, sabe-se que árvores-orquídeas podem não ser uma opção excelente na urbanização porque, depois uma ou duas décadas, ficam com os galhos quebradiços e a copa disforme, exatamente como ocorre com sua irmã de flores brancas, a pata-de-vaca.

A origem do nome da árvore


Suas folhas arredondadas e bifurcadas lembram pegadas de vacas, de onde vem um de seus nomes populares. Com mais de 10 cm, as flores cor-de-rosa têm uma pétala mais viva que lembra o labelo das orquídeas do gênero Cattleya. O nome científico desse gênero presta uma homenagem aos gêmeos suíços Johann e , botânicos especializados em ervas que fizeram fama no século XVI. De fato, as folhas parecem gêmeos siameses, com uma parte do corpo colada uma na outra.

Planta rústica e de baixa manutenção, cresce até mesmo em solos pobres em nutrientes, florescendo quando está praticamente sem folhas, tradicionalmente no outono. Aceita tanto o cultivo em sol pleno quanto em ambiente de meia sombra e só faz exigência de terra bem drenada, porque o excesso de água parada nas raízes lhe faz mal.

Como ter mudas de árvore-orquídea


De todas as Bauhinia, a árvore-orquídea é a que mais sofre com a geada e que dá mais trabalho para tirar muda. Como suas flores não geram frutos férteis e as estacas dificilmente enraízam, prefira comprar uma muda já grandinha a se aventurar nas técnicas de enxertia e alporquia.