página inicial / guia de plantas / flores
antúrio
  • Nome popularantúrio
  • Outros nomesflor-verniz, antúrio-de-flor, flor-de-jorge-tadeu
  • Categoriaflores
  • OrdemAlismatales
  • FamíliaAraceae
  • Subfamília
  • Tribo
  • Subtribo
  • GêneroAnthurium
  • EspécieAnthurium andraeanum
  • OrigemColômbia
  • Tamanhoaté 1 m
  • Propagaçãopor estaca e por semente
  • Iluminação
    meia sombra
    sol pleno
  • Regamédia água
  • Plantio
    o ano todo
  • Perfumadanão
  • Floração
    o ano todo
  • Frutosnão comestíveis
Com seu formato fálico, o antúrio se tornou a flor mais famosa da televisão brasileira. Em 1992, as mulheres se derretiam com a novela Pedra sobre Pedra, da Globo, que trazia o galã-cantor Fábio Jr. na pele do fotógrafo Jorge Tadeu. Com um jeitão meio cafajeste que enlouquecia as mocinhas da fictícia cidade de Resplendor, Jorge tinha mania de fazer xixi numa planta que ficava ao lado do boteco que frequentava. Depois que o moço foi assassinado, a planta teria se transformado numa árvore afrodisíaca – só de tocar as folhas, o mulherio sentia calores.

A fantasia botânica dos dramaturgos Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares ia ainda mais longe: no túmulo do fotógrafo brotavam antúrios mágicos, que ao serem comidos pelas personagens da novela faziam o defunto ressuscitar para uma noite de sexo arrebatador.

Claro que na vida real nada disso seria possível. Primeiro porque o antúrio não dá em árvore: essa modesta folhagem alcança, no máximo, 1 metro de altura quando bem adubada. Aliás, nem pense em usar o "método Jorge Tadeu de rega", porque a urina é tão ácida que queimaria a planta em poucos dias.

Agora vem a parte mais crucial da trama fora das telinhas. O antúrio tem flores e folhas venenosas! Se ingeridas, elas podem produzir calores, mas não resultado de uma paixão arrebatadora e, sim, de um febrão daqueles. Se vir o Fábio Jr., pode ter certeza de que você está tão intoxicado que começou a delirar.

Origem e descoerta do antúrio


Nativo das matas de Nova Granada, na Colômbia, o antúrio foi descoberto em 1876 e faz sucesso na Europa até hoje. É de lá que vem alguns dos híbridos mais coloridos e exóticos, capazes de produzir flores vermelhas, brancas, rosadas, verdes, pretas e estriadas de roxo ou rosa.

A fama de afrodisíaca vem da espiga ereta e das folhas e flores em forma de coração. Bem, não exatamente "flores": a parte colorida é, na verdade, uma folha modificada chamada "bráctea", semelhante às do bico-de-papagaio. Suas verdadeiras flores ficam agrupadas na espiga e são quase invisíveis a olho nu. Quando a espiga fica cheia de verrugas, é sinal de que as flores vão gerar sementes.

Como usar o antúrio na decoração e os cuidados com a planta


Na decoração, o antúrio pode ser usado tanto como planta de vaso quanto de corte, rendendo belos arranjos tropicais. É uma ótima escolha para presentear homens, por ter um desenho simples e elegante. Se for cultivá-lo em vaso, prepare uma mistura de uma parte de terra, uma de areia e duas de composto orgânico, colocando uma boa camada de pedras no fundo para escoar o excesso de água das regas.

Planta rústica que dá pouquíssimo trabalho, vai bem em ambientes internos e iluminados, mas não suporta sol direto. Para uma folhagem bonita, mantenha a terra úmida na primavera e no verão, diminuindo as regas no inverno. Nos dias de calor intenso, borrife água morna nas folhas e deixe o vaso em cima de um prato cheio de pedras molhadas. Adube a cada quinze dias com fertilizante líquido do tipo NPK (escolha uma formulação que tenha os três números iguais e menores que 10) e replante a cada quatro anos. Aproveite o replantio para acrescentar mais composto orgânico na terra e ampliar o vaso, já que essa espécie é espaçosa como um galã da Globo.