página inicial / blogs / Carol Costa

Mato deixa qualquer casa com jeito de assombrada

© Carol Costa/Minhas Plantas
“Ah, não, cortaram o mato!”

Pronto, era o fim de uma idéia que eu vinha acalentando há meses para escrever aqui. Uma pena, já tinha até convencido dois amigos a irem comigo durante a noite até a Casa. Terei que esperar uns 30 anos para tentar novamente realizar a Série A Casa. Droga.

Ela fica no número 314 de uma rua com nome de passarinho. É fácil reconhecê-la porque está entre duas mansões com labradores, guaritas e regadores automáticos. A Casa está numa fenda do tempo, algo entre 1900 e a Idade Média. Parece um castelo velho, com sua pequena clarabóia e a fachada de pedra manchada pela infiltração. Não há carro na garagem coberta de folhas secas. Não há placa de imobiliária. Uma luz na sala é a única prova de que, talvez, seres humanos morem lá. No bairro em que os muros têm cerca elétrica, uma cortina semi-cerrada e um pequeno portão de grade resguardam o lugar de olhares curiosos como o meu. E só. Ah, claro, e o mato: um matagal tão grande e descuidado que soterrou um triciclo, sufocou as flores e avança pela calçada. Escoteiros se perderiam naquele mato.

Meu passatempo predileto era tentar decifrar o enigma. Quem mora lá? Por que nunca se vê ninguém, quem sabe uma senhora gorda e diabética ou um casal de velhinhos esquecidos pelos netos? Como conseguem levar a vida enclausurados, sem falar com vizinhos ou receber ligações de telemarketing? E a pergunta crucial: por que raios não cuidam daquele jardim?

Foram tantas dúvidas que tramei uma novela só para a Casa. Primeiro, eu escreveria um post com suposições. Uma ex-guerrilheira mora lá. Acha que os militares ainda estão no poder e podem encontrá-la a qualquer momento. Por segurança, não mantém contato com a família. O mato alto serve para encobrir sua plantação de maconha.

O segundo passo seria ir com até lá, durante a noite, e amarrar flores vermelhas de celofane na ponta das folhas de mato – antes que me chamem de desordeira, isso se chama intervenção urbana e não vandalismo. Ela acordaria e, enfim, teria um jardim florido. Talvez aparecesse na janela, surpresa. Talvez até fosse ao portão. Talvez também mudasse de idéia sobre cultivar plantas ilícitas e adotasse um vira-lata.

Agora, está tudo perdido. Ao cortar o mato, o encanto se quebrou e minha série foi pro saco. É duro admitir, mas não se pode mais acreditar em bruxas. É a morte das fábulas. Vai ver, amanhã a Casa aparece pintada de branco. Uma tristeza.
© Carol Costa/Minhas Plantas

Jardim para bruxas reais e fadas inventadas

Pelo olhar da infância, mesmo o menor dos canteiros esconde mistérios e seres mágicos, como grilos, joaninhas e mariposas Por Carol Costa Lembro do tanque de pedra, do cheiro de local úmido e sombreado, do limo escorregadio e do musgo fofo e macio. Lembro da água parada, um espelho perfeito ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Um quintal para uma jardineira de apartamento

Da jardineira de apartamento que ganhou um quintal As descobertas e os aprendizados de morar por alguns meses numa casa em Holambra (SP) para construir um jardim com as próprias mãos Por Carol Costa Abri a tampa do tambor, de onde vinha um cheiro penetrante de comida estragada: embaixo de ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Livro de Carol Costa é um manual para jardineiros

Nossa jardineira Carol Costa quer saber dos leitores como está o seu livro "Minhas Plantas - Jardinagem Para Todos (Até Quem Mata Cactos)". Já se passou um ano desde o lançamento e o livro tornou-se um querido manual para jardineiros de todo o Brasil. A piracicabana ainda brincou e desafiou seus ... (+)
Leia mais
© Alexandre Pavan/Minhas Plantas

Corretor Ortográfico Ou Hortográfico?

Plantando dementes em ladeira íngrid É tanta mensagem doida e enigmática que chega por aqui que está na hora de inventarem um Corretor Hortográfico, para ajudar a gente a tirar dúvidas de jardinagem Por Carol Costa Anote a dica aí: jogue "dementes" num terreno "vadio" que ainda tenha a terra ... (+)
Leia mais
© Bruno Geraldi

Aprenda a linguagem das plantas

Plantês para iniciantes Treine sua sensibilidade com este exercício simples, feito um minuto por dia, e veja como falar a língua das plantas ficará super fácil Por Carol Costa As pupilas estavam tão dilatadas que mal se via o amarelo nos olhos da gata. O rabo balançava freneticamente enquanto ela ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Insetos benéficos para seu jardim

Seres crocantes embaixo dos seus pés Se permita um novo olhar para besouros, aranhas, baratinhas e outras criaturas cheias de perninhas que trabalham pesado para seu jardim viver cheio de borboletas Por Carol Costa "Manhê!!! Tem um BICHO aquiiiii!" Dona Bia invadia o banheiro, abria o box com superpoderes de ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

A mensagem das pragas

A mensagem das pragas O que pulgões, formigas e cochonilhas podem dizer sobre a maneira como lidamos com nossa alimentação e o cuidado com as plantas Por Carol Costa Como exterminar lagartas? É possível erradicar pulgões? Tem alguma receita caseira matadora para cochonilhas? Toda semana me deparo com esses apelos ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Porque algumas plantas não se desenvolvem na sua casa

Quando a insistência enraiza no quintal Se você já tentou dezenas de vezes ter uma planta e ela sempre morre, um novo olhar para a natureza talvez seja a salvação Por Carol Costa "É a quinta vez que tento ter _________ em casa." Complete o espaço em branco com a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Plantas com flores pequenas e exóticas

Uma planta conversando com Deus Conheça algumas flores discretas, minúsculas ou exóticas que parecem não ter pegado a mesma senha que roseiras e jasmineiros. Por Carol Costa É aqui a fila da flor? – É sim, meu filho. No que posso ajudar? – Olha, eu tô muito precisado da sua ajuda. Tem ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Um jardim pronto ou plantado por você?

Um jardim para já O passo a passo secreto para fazer um projeto paisagístico de sonhos em apenas... uma vida! Por Carol Costa "De que sabor é esse doce que você está comendo, Laurinha?" A pequena olha a embalagem como se soubesse ler, pensa um pouco e diz "sabor de ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Como ensinar jardinagem para crianças

Os feijões mágicos Eles não cresceram até revelar um lugar com a galinha dos ovos de ouro, mas trouxeram tesouros muito maiores para as crianças que aprenderam na escola a cultivar uma sementinha. Por Carol Costa "O meu ganhou! O meu ganhou!" Minha irmã entrou no quarto aos pulos, trazendo ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Brincar na terra e com plantas é bom para crianças e adultos

Tesouros escondidos lá fora Procurar bichinhos, subir em árvores, comer trevinhos e fazer bolo de barro são algumas aventuras que esperam você e seus filhos bem longe do computador. Por Carol Costa A receita era de família: um maço de trevos bem picados, água o quanto baste, dois punhados de ... (+)
Leia mais
mostrar mais