página inicial / blogs / Edvin Markstein Zimmermann

Carol Costa conta os bastidores do A Louca das Plantas

© Carol Costa/Minhas Plantas
Nossa jardineira Carol Costa estreia o "A Louca das Plantas", um programa de tv "novo em folha" no canal GNT e vai ao ar no dia 11 de janeiro, às 22hrs. A produção durou meses e, para dividir este momento com a gente, além do vídeo contando 15 curiosidades sobre o programa, nossa piracicabana conta detalhes e um pouco sobre os profissionais, parceiros e amigos que tornaram possível a realização deste incrível projeto.

Gravação das cenas da abertura do programa


Todas as cenas da abertura mais verdinha da TV brasileira foram feitas num lugar especial de São Paulo que abrigou nossa equipe que nem a baleia que lhe dá nome, o Estúdio Minke Arquitetura. Não é só que a gente tinha conhecido por um acaso duas talentosas arquitetas, a Camila e Nabila, não. Elas também são doidas por plantas, projetam móveis lindos pra abrigar as verdinhas — vai lá no Insta delas ver o criado-muda pra se apaixonar! — e ainda têm o escritório mais maravilhoso de todos os tempos. Fomos fazer uma visita técnica pra filmar as cenas da cozinha e terminamos fazendo toda a vinheta de abertura da série lá. Agora imagina umas 15 pessoas circulando com equipamentos, figurinos e plantas pra TODOS os cômodos da casa? Pois é, começamos na cozinha, fomos pra sala, ocupamos o quarto e até no banheiro a gente se enfiou, pra fazer as cenas em que caem folhas no meu "banho" matinal. Eu nunca imaginei me divertir tanto trabalhando!

A amiga produtora (de árvores nativas e programas de tv)


Montar uma equipe pra trabalhar num programa inédito como o A Louca das Plantas envolve uns desafios bem gostosos. Primeiro deles: quantos paisagistas que entendem de produção de TV você conhece? Ou quantos produtores de TV que sabem a fundo sobre plantas? Eu não conhecia nenhum, mas descobri uma pessoinha com esse duplo perfil entre meus amigos, a Juliana Valentini, do @deverdecasa. Sim, a Ju que participou do Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde!!! E comquifais pra importar a moça pra São Paulo, onde eram feitas as filmagens, se ela mora num sítio lindo e calmo em Holambra, ao lado do Flores Welle, o Flop, do @viveirooiti? Olha, se você estiver numa encruzilhada dessas na sua vida, vai um truque de suborno. Chocolate. Garanta que a pessoa tenha chocolates, monte um quartinho bem gostoso pra ela na sua casa, encha de livros de plantas e que exaltem a amizade e... claro, implore de joelhos pro Flop liberar a moça de segunda a sexta. Parece loucura? Deu certo, afinal, o A Louca das Plantas tinha mesmo é que envolver muita maluquice pra ser executado. Toda sexta, Ju pegava a mala e voltava pro sítio. Passava o final de semana no sossego da Cidade das Flores, dedicava algumas horas à produção de árvores nativas, apertava os gatos e cachorros de estimação, e já era domingo à noite, ela tinha de fazer mala de novo e voltar pra Cidade de Pedra. Não sei que palavras a gente usa pra agradecer tanta dedicação, carinho e generosidade. É irmã que chama isso, não, Ju? É amiga? Como que chama?

Perucas de plantas e três dicas para quem ama suculentas


Essa pulseira de suculentas é um dos segredinhos do A Louca das Plantas que você não verá no Canal GNT. Feita pelo talentoso florista Rodrigo Carneiro, da Agapanthus Floricultura, ela aparece nos bastidores das filmagens, mas acabou não entrando na vinheta de abertura do programa. Rodrigo veio especialmente de Curitiba pra montar a pulseira e duas perucas de folhas, um desejo antigo que eu tinha e que é uma das loucurinhas que você verá a partir do dia 11/01 na TV. A gente garimpou suculentas de vários lugares, tanto dos produtores de Holambra — Echeverias Van Kampen, Olsthoorn Cactus, Swalmen Plantas —, quanto dos gardens, especialmente Spagnhol Plantas Ornamentais, Casa das Plantas, Cobasi, Mil Plantas e Shopping Garden. Eu ainda tinha umas gordinhas de coleção aqui em casa, vindas da Chácara Tropical, e acrescentei ao lote, pra que o Rodrigo pudesse ter o máximo de diversidade pra trabalhar. Se você AMA suculentas, aqui vão três dicas.
Primeira, clica em todos esses links e siga os perfis do Instagram pra acompanhar quem tem novidades (os produtores de Holambra não comercializam direto pro consumidor final, mas sabendo quem tem o que você quer fica mais fácil encomendar na floricultura mais perto da sua casa).
Segunda, no Louca vai ter MUITA suculenta, pra deixar os succulovers maluquinhos.
Terceira dica, o Curso Online de Suculentas vai mostrar em uma das aulas como usar essa técnica de acessórios com nossas adoráveis gordinhas. Fica de olho que a partir do fim deste mês eu começarei a divulgar os detalhes pra quem quiser fazer o curso e se profissionalizar em arranjos com suculentas!

O figurino da verdinha Carol Costa


Aprendi muitas coisas legais participando das filmagens e uma delas impactou diretamente na maneira como eu... me visto! Depois de anos fazendo vídeos de plantas, acabei tendo pouquíssimas peças com estampas florais no guarda-roupas. Como as estufas de produção já têm muitas "estampas" naturais das próprias flores e folhas, notei que se eu estivesse também com roupa estampada, a imagem virava uma mistureba de informação visual, atrapalhando o conteúdo. Depois que terminei a primeira temporada do Mais Cor, Por Favor, quis dar uma repaginada na minha identidade visual. Quem me ajudou nessa transformação de jornalista pra jardineira e apresentadora foram as queridas Cris Zanetti e Fernanda Resende, da já extinta Oficina de Estilo. Juntas, revimos todas as peças do meu armário, fizemos um bem bolado de desejinhos versus funcionalidade e, pá!, surgiu uma jardineira do jeito que eu sonhava. Graças a elas, de 2016 pra cá, venho comprando cada vez menos roupas (e menos ainda peças estampadas), coordenando melhor o que eu tenho e investindo em tecidos naturais, que deixam eu me mexer e transpirar sem pingar. Daí que esse processo foi potencializado quando o Caio Garro entrou no Louca: o figurinista e sua equipe me apresentaram vestidos, macacões e blusas de linhos leves, calças larguinhas, viscoses super gostosaa de ter no corpo, acessórios de madeira, corda, cerâmica e pedras baphônicos... E eu me vi podendo ir ainda mais longe dentro do que já era! Pensa numa pessoinha que, hoje, tem 12 sapatos INCLUINDO chinelo, galocha e tênis de trabalho? Imagina uma verdinha que consegue fazer mala pelo telefone, que bota qualquer parte de baixo e ela combina com mil partes de cima? Que descobriu lenços maravilhosos, broches botânicos e outras alegriazinhas acessóricas espertas? Sou MUITO, muito feliz em ter a Fê na ativa por aqui (cola nela se quiser repaginar sua imagem!) e de ter sido adotada por Caio, Márcio, Maria Sílvia e Lari no camarim, gente querida e talentosa, sempre ao alcance de um abraço!

Projetos de jardinagem: do papel ao mundo real


Pra cada episódio do A Louca das Plantas acontecer lindamente na TV, um batalhão de pessoinhas trabalhou nessa transformação sem glamour nenhum, debaixo de sol forte, em dias de chuva, num frio danado do inverno de São Paulo. Cada projeto que eu desenhava no papel era depois desmembrado em pedacinhos, administrados por grupos diferentes. Tais Cohn, nossa diretora de arte, transformava as rabisqueiras que eu fazia em uma planta baixa bonita e organizada, com medidas realistas e não só as passadas aproximadas que eu anotava. Com o desenho correto em mãos, a gente já sabia onde tinha cano, fio elétrico, saída de água e ralos, em que lugar o terreno se elevava e qual o tamanho do muro. Cada um desses itens precisa ser levado em conta quando se faz um projeto: é a diferença entre ter um gramado niveladinho e outro onde a grama tem poças na primeira chuvinha. Tudo planejado, a gente ia pra pedreragem. Além de fazer as maquetes mais caprichadas, tudo recortado à mão, @Sofia Quevedo pilotava uma equipe de cenotécnicos (seu Eli e seu Eugênio, os milagreiros de plantão!) e eles passavam o dia tentando tornar realidade os canteiros em curva, as estantes orgânicas e todas as estruturas complicadas que eu inventava. A Thauane ficava que nem uma doida, entrando e saindo da Sodimac, com listas de compras quilométricas, que começavam com pregos e parafusos e terminavam com espreguiçadeiras, almofadas e blocos de concreto. A Julieta Andrade ligava pra cada parceiro atrás de peças bonitas de decoração, cachepôs, vasos e enfeites, enquanto a Marcela Campanerut fazia de tudo, de replantar um vaso até compras de supermercado pra completar as receitas inseticidas caseiras que gravávamos em estúdio. Percebe que naaaaaada disso que falei é jardinagem de fato? E olha o tantão de gente envolvida pra planta brilhar na frente das câmeras? Na TV, você verá como é importante esse trabalho de base e planejamento e como, no final, quando o jardim está todo montado, essa pedreragem enche os olhos de beleza e encanto!

Quero participar do programa A Louca das Plantas!


Em 2017, fizemos o piloto do A Louca das Plantas e em 2018, finalmente o projeto foi aprovado e pudemos gravar os oito episódios da primeira temporada — se você tem vontade de participar, por enquanto, só podemos torcer pra ser um sucesso e termos a chance de uma segunda temporada, quando, aí, sim, abrem vagas pra inscrições. Então, como encontramos oito casas e apês pra essa primeira temporada? Com a ajuda de uma pesquisadora de TV, a Simone Castro! Pra chegarmos em oito pessoinhas, ela leu e ouviu centenas de histórias, entrevistou umas 50 famílias e foi gerando relatórios cada vez mais detalhados de como era o espaço, onde o sol nascia, se tinha bichos de estimação, qual o nível de pedreragem a gente precisaria. Em cima disso, avaliávamos cada candidato num grupo bem heterogêneo de talentos. As roteiristas Laura Villar e Jéssica Reis estudavam a história da família, seus desejos e necessidades e pra quê usariam aquele espaço depois de enverdecido. Nosso diretor, Andre Barmak, junto do assistente de direção, Marco Lorscheitter, e dos produtores Leo Paz e Larissa Caruso, checavam o acesso à rua, a viabilidade de parar e desgarregar caminhão, onde ficavam os resturantes mais próximos e outros detalhes de produção. Às vezes, um dos técnicos de elétrica ou áudio também eram consultado, pra ver se não tem rota de avião por perto, se as instalações elétricas da casa aguentam nosso maquinário ou mesmo se na vizinhança não tem um pet shop ou uma escolinha, barulhos bem difíceis de driblar durante as filmagens. Mesmo se antecipando a tantos problemas, surgem muitos outros durante a captação: o cachorro da casa fica estressado com tanta gente e não para de latir, o vizinho do lado resolve começar uma obra bem no dia de a gente entregar o jardim ou simplesmente chove e temos de nos virar entre raios e trovões. No final de tantos perrengues, a equipe de direção e de roteiro ainda está a mil, trabalhando ao lado dos montadores, editores, coloristas, finalizadores e outras pessoinhas batalhadoras, que a gente só vê nos créditos finais, mas que fazem o show acontecer. Obrigada!!!

O programa piloto do "A Louca das Plantas"


Pro A Louca das Plantas sair do papel e virar esse programa querido no Canal GNT, precisei da torcida de muita, muita gente. Na Moonshot Pictures, por exemplo, a Cris Moraes, o Roberto D'Ávila e o Andre Barmak eram grandes defensores da ideia, que, lááá atrás, em 2017, tunha outro nome. Apelidado de "Jardim", o piloto do projeto foi produzido num apê térreo, uma dessas maravilhas bem escondidas nas imobiliárias: aquele apartamento que é o único do prédio a ter quintal! Transformamos o ambiente numa equipe super enxuta, mostrando um pouco do potencial que as plantas de embelezar, proteger e curar. Esse poder que as verdinhas têm de mudar nossa vida atingiu a muitos de nós. Primeiro, o casal que foi "cobaia" acabou desempregado e transformou o quintal, agora verdejante, num micro restaurante informal e espaço de eventos. Os amigos se reúnem ali, a filha deles curte o ambiente com os gatinhos da casa, os churrascos em família passaram a ser emoldurados pelo verde. A horta que colocamos cresceu, fornecendo os temperos pro restaurante. E a densa folhagem refrescou todo o espaço de forma natural. Raramente os episódios-piloto vão pro ar, eles costumam ser um cartão de visitas do que a gente consegue fazer quando for pra valer. No nosso caso, ele nos impulsionou a seguir com o projeto, a corrigir o que não funcionou e, mais do que isso, a formatar a carinha que o Louca teria, com seus quadros fixos, sua linguagem narrativa e sua equipe final. Também nos deu uma direção de figurinos; no piloto, usei algumas peças que não deram certo, ou que pareciam muito arrumadas, ou básicas demais. A maquiagem da Julliana Fraga, que deu a verdadeira cara e cabelo da Louca, também mudou ligeiramente, optando por um acabamento mais neutro, bem de gente saudável, mas que passa o dia tomando um pouco de sol enquanto planta. E pra juntar tanta gente torcendo a favor, tem você, verdinho, que escreveu pro GNT, que mandou inbox pra mim, que batalhou muito pra que a jardinagem deixasse de ser coadjuvante e ganhasse um programa pra ser a grande estrela! Esse programa é todo um presente pra mim, vindo de vocês, embalado pela força e talento de dezenas de pessoas da Moon e do GNT!

Os produtores e fornencedores das plantas do programa


Eu posso ser A Louca das Plantas, mas não sou louca de fazer jardinagem sem ter o respaldo de bons produtores de plantas. Ninguém sabe mais de como cuidar de uma verdinha do que a pessoa que faz isso profissionalmente. Durante os quatro meses de produção e filmagem, visitei muitas estufas pra escolher pessoalmente as plantas que a gente usaria em cena. Nossos dois maiores parceiros foram a Spagnhol Plantas e o Shopping Garden. A produção da Spagnhol, em Cordeirópolis (SP), é gigantesca e vale MUITO uma visita se você é paisagista ou agrônomo. Eles têm uma diversidade gigantesca de espécies, desde mudinhas até oliveiras centenárias, passando por plantas pendentes, rasteiras, arbustos, folhagens, flores, forrações e muito mais. Eu e o Murilo Spagnhol trabalhamos em parceria há anos e, toda vez que vou pra lá, tem planta nova pra descobrir. Seu Jades Spagnhol segue sendo um viveirista inquieto, criativo e determinado, qualidades especiais em quem está à frente da produção. Se você não é um profissional da área, não se preocupe que tem dica de lugar pra se esbaldar de plantinhas: as três lojas do Shopping Garden, todas em São Paulo. Minha preferida é o Garden Sul, pertinho do Aeroporto de Congonhas, onde pegamos não só ervas, temperos, frutíferas, bromélias e muitas outras verdinhas como também nos abastecemos de vasos, mesinhas, suportes pra plantas, rodízios e outros insumos importantes pra implantar um projeto paisagístico. Tudo nas lojas é bonito, vigoroso, de bom gosto: Toni, o proprietário, tem um faro bom pra novidades e é uma dessas pessoas obstinadas por garimpar plantas raras. Graças a isso, as prateleiras de cactos e suculentas vivem lotadas de espécies que você dificilmente encontrará em outros lugares, como a suculenta-golfinho, o cacto-pluma ou o colar-de-pérolas beeeem cheio. Assim como o Garden Sul, o Tatuapé Garden também tem plantas e muitos objetos elegantes de decoração: é nessas lojas que você encontrará os vidros poloneses que eu uso pra fazer meus arranjos, terrários e mini jardins.
postado em 10/01/2019 - Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Brincar na terra e com plantas é bom para crianças e adultos

Tesouros escondidos lá fora Procurar bichinhos, subir em árvores, comer trevinhos e fazer bolo de barro são algumas aventuras que esperam você e seus filhos bem longe do computador. Por Carol Costa A receita era de família: um maço de trevos bem picados, água o quanto baste, dois punhados de ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Terrários, mini-jardins e seus segredos

O segredo da floresta envidraçada Pequenos, fáceis de manter e perfeitos para ambientes internos, os terrários viram febre e atraem cada vez mais pessoas dispostas a cultivar folhagens em potes e garrafas de vidro Por Carol Costa De um lado da rua de cascalho fino, um cavalo pasta aos pés ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

30 dicas e truques que todo jardineiro deve saber

30 dicas e segredinhos de jardinagem Do primeiro feijãozinho no algodão ao terrário moderninho, a gente vai descobrindo uns macetes bons pra deixar as plantas bonitas por mais tempo — no aniversário da revista Natureza, separei alguns dos meus momentos preferidos de "como é que eu nunca soube disso antes?" Por ... (+)
Leia mais
© Alexandre Pavan/Minhas Plantas

Como ter plantas e bichos de estimação

Como manter plantas e bichos de estimação em harmonia Será que existe algum jeito definitivo de ter um jardim bonito em casa sem abrir mão da companhia de cães e gatos? Por Carol Costa Cheguei na casa da minha irmã de surpresa, doida pra ver minha sobrinha. Havia espuma pra ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a sétima semana

Este é o resumo da sétima e última semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a sexta semana

Este é o resumo da sexta semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das Ideias, a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a quinta semana

Este é o resumo da quinta semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das Ideias, a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a quarta semana

Este é o resumo da quarta semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das Ideias, a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a terceira semana

Este é o resumo da terceira semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das Ideias, a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a segunda semana

Este é o resumo da segunda semana da série Jardim das Ideias - 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora e seus amigos verdinhos transformam o quintal de uma casa em Holambra num jardim de sonhos. Criada pela STIHL Ferramentas em parceria com o Jardim das Ideias, a ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

50 Dias de Verde - a primeira semana

Carol Costa vai mostrar que é possível transformar um quintal num jardim de sonhos em apenas 50 dias. É a série projeto 50 Dias de Verde, onde nossa jardineira escritora e apresentadora vai reunir seus amigos verdinhos numa casa em Holambra, a capital brasileira das flores. Criada pela STIHL Ferramentas ... (+)
Leia mais
© Carol Costa/Minhas Plantas

Plantas pendentes no programa É De Casa

Nossa jardineira Carol Costa esteve no dia 14 de abril de 2018 no programa "É De Casa", da TV Globo e conversou com a apresentadora Patrícia Poeta. O tema foi plantas pendentes, uma ótima pedida para quem tem pouco espaço ou quer dar um colorido especial para uma parede. Tem ... (+)
Leia mais
mostrar mais